quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Sensação de saudade

A sensação da saudade é um sentimento que pode se rmuito bom mas tambem pode ser cruel
è muito bom porque recordamos e sentimos saudade da nossa adolescencia e juventude, quando eramos felizes, mas cruel por sabermos que o tempo não volta atrás.


Eu dava tudo se pudesse
Para voltar a ser criança
Nem sei porque a gente cresce
se não sai de nós essa lembrança

Saudade do tempo tranquilo, onde a  harmonia entre as pessoas, era verdadeira... podiamos andar a pé, mesmo de noite, sem a preocupação de ser sermos assaltados...
Havia muito menos violencia, não existiam drogas que são hoje em dia uma parte causadora da violencia a que assistimos dia a dia
Ainda sou do tempo em que com um tostão íamos á loja e compravamos 10 rebuçados com cromos de jogadores para completar a caderneta que nos dava uma bola de futebol. E isso era uma prenda que nos extasiava pois estavamos habituados a jogar com bolas de trapo.
Ainda sou do tempo que jogávamos o berlinde com as bolas das garrafas dos pirolitos
Ainda sou do tempo em que ainda crianças já iamos sozinhos á fonte buscar água para encher a talha, iámos as vezes que fossem nescessárias até o cantaro de barro que existia quase sempre num armario da cozinha, ficasse cheio
Ainda sou do tempo que jogávamos ao pião lá na terra quase todos feitos artesanalmente pelo tio Manuel Silvestre e tio Manuel Belchior
No meu tempo de juventude na minha aldeia Bogas de Baixo, no intervalo da escola podiamos constituir 3 ou 4 grupos de rapazes e raparigas para realizar os nossos jogos e os nossos passatempos, pois eramos muitos e hoje já não há crianças em Bogas de Baixo e muito menos escola







Ainda sou do tempo em que depois da escola ainda iamos ajudar a nossa mãe na lide de levar as cabrinhas a pastar



Ainda sou do tempo em que acompanhava o meu pai por aquelas encostas onde ele arrancava as torgas e fazia o carvão dentro de covas abertas no chão pondo as torgas a arder sendo depois cobertas com terra e mais tarde recolhido o carvão que estava no interior da cova.
Sinto enorme saudade de não ter aproveitado ainda mais esse tempo com os meus avós e com os meus pais que infelizmente não posso ve los mais
E isso é ainda aquilo que me deixa mais saudades.



14 comentários:

Luantes Luis Antunes disse...

Eu como autor do blogue sou o primeiro a comentar esta postagem.
Não quero acreditar que não haja gente como eu com saudades desse tempo e nem se quer deixe aqui a sua opinião ou mesmo um excerto da sua recordação.
Até fico a pensar que sou o unico

Anónimo disse...

Maria Marcondes Alves

Tudo isso faz parte de momentos de uma história não distante... Guardemo-la em nossas memórias...

Anónimo disse...

Joao Torres


Tempos dificeis mas sem stress..!

Anónimo disse...

Maria Duarte

eu mas gostava de ser pastora so pra liberdade

Anónimo disse...

Stephanie Dias


faz lembrar a infancia que o meu pai me contava

Anónimo disse...

Maria Jose Cruz


Eu sou desse tempo ',e passei por tudo isto
Tambem tenho saudades desses tempos
Era-mos felizes ',e saudaveis !!

Anónimo disse...

Manuel Fevereiro

Eu brinquei e modéstia à parte, era muito bom a lançar o pião e a apanha-lo entre os dedos para moer na palma da mão

Anónimo disse...

Luis Cruz

os meus pais tinhao uma quando saia da escola tinha de me ocupar dela,e quando tinha de a levar ao chibo

Anónimo disse...

Luis, eu tbm sou desse tempo e passei por isso, um abraço

Anónimo disse...

António Batista


Temporáriamente guardei algumas,até serem abatidas,adoro queijo de cabra.

Ameixa Negra disse...

Bem isto faz-me Lembrar a minha Infançia

Anónimo disse...



Emilia Pelado

eu sou desse tempo e quero recordar sempre mas nunca gordei gado trabalhei no campo sei fazer tudo mas os 20 anos aprendi a minha profissão de cabeleireira i essa vida deixei mas recordar e viver axo que a tanto ano ainda era capaz de fazer sertos trabalhos do campo so porque talvez as forças ja estão perdidad mas esquecer não esqueci

Anónimo disse...




Fernanda Marques

deus me conserve a memória para recordar esses belos tempos!

Anónimo disse...

É fantástico recordar esse tempo em que se era feliz com tão pouco. Sou desse tempo e é com nostalgia que vejo estas belíssimas fotos. Muitas foram as vezes que brinquei ao pião, ao berlinde,ao arco, á bilharda etc, etc...
Dou os meus parabéns ao autor do blog e agradeço por nos trazer tão belas recordações.