Recomende este blog

São exactamente as nossas raizes culturais, familiares e sociais que nos distinguem.




segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Aldeias Históricas da Beira Interior

Hoje vamos escrever algo sobre aldeias históricas da Beira Interior 
e nada melhor que iniciar mos com a conhecida e reconhecida aldeia de Sortelha

Ficheiro:Sortelha aldeia granitica.jpg

Sortelha foi vila e sede de concelho entre 1288 e 1855, quando este foi extinto.

A primeira ocupação da região remonta à pré-história, suspeitando-se que a vila 
foi erguida sobre um castro neolítico. Posteriormente, foi ocupada pelos Romanos,
 Visigodos e Muçulmanos. Durante a Reconquista Cristã, tomou a defesa de região fronteiriça,
 disputada entre Portugal e Castela. Nessa altura, chamava-se Pena Sortelha.

Ficheiro:SortelhaCastle.jpg

                                                      O Castelo de Sortelha 

Erguido sobre um maciço granítico em posição dominante sobre o vale de Riba-Côa, área de passagem entre a Meseta Ibérica e a depressão da Cova da Beira, integra o conjunto da que é considerada uma das mais bem conservadas Aldeias Históricas da Beira Interior.
Ficheiro:Nt-pelourinho-sortelha.jpg

                          O Pelourinho de Sortelha
encontra-se classificado como Imóvel de Interesse Público desde 1933.



Sortelha quer dizer “anel” e poderá ser esta a origem do vocábulo, talvez por causa da cerca amuralhada,
 de formato ovalado. D. Sancho II deu-lhe Carta de Foral em 1228, renovado em 1510 por D. Manuel I.

Uma segunda cerca defensiva foi construída no séc. XIV e, depois da Guerra da Restauração,
 que terminou em 1640, as muralhas foram adaptadas às novas realidades da guerra, como a artilharia.

. Era constituída pelas freguesias de Águas Belas, Urgueira, Bendada, Casteleiro, Malcata, Moita,
 Pena Lobo, Santo Estêvão, Sortelha e Valverdinho.
Após as reformas administrativas do início do liberalismo foram-lhe anexadas as freguesias de Lomba e Pousafoles do Bispo.

1 comentário:

Anónimo disse...

Obrigado Luís Antunes pela bela exposição sobre Sortelha, que para mim e não só poderá ser considerada a mais portuguesa. Tive o previlégio de a visitar pela primeira vez em 1970, ainda não se entrava de carro pois "a estrada" de acesso era formada por enormes lages muito irregulares e já na altura fiquei impressionado, não só pela cidadela como pela fabulosa vista que se tem das suas torres. Lamento que o dito Património Cultural, tenha permitido a instalação de antenas que para mim desvirtuam todo o conceito do lugar, e não vejo qual a diferença de critério, por exemplo em Óbidos, onde retiraram as antenas de tv, aliás ver vejo como todos vêm, pois neste País a justiça tem vários pesos e medidas. Mas voltando ao início, Sortelha é uma das terras de Portugal que todos deviam visitar e saborear, tendo depois outros pontos de interesse bem perto, como a barragem de Meimoa, Sabugal, Belmonte, Penamacor, etc. Um bem haja pela iniciativa.Victor Mesquita