Recomende este blog

São exactamente as nossas raizes culturais, familiares e sociais que nos distinguem.




terça-feira, 21 de outubro de 2008

Sobre a flora da nossa aldeia



Concerteza que em muitas outras regiões do País poderemos defrutar das mesmas arvores que existem á beira de Bogas.
Mas hoje vou falar da nossa floresta
Especialmente do pinheiro e do ervedeiro, uma companhia constante que usufruimos na nossa serra, pelas nossa veredas e caminhos ao redor da nossa aldeia .
A maior parte dos matos e pinheiros manteem se verdes todo o ano apesar dos incendios que teem assolado a nossa região
O pinheiro é uma arvore que geralmente nasce bravio sem que ninguem o plante, mas continua a ser uma arvore que para alem da riqueza monetária que dá aos seus proprietarios, é tambem uma riqueza ambiental na purificação do ar que respiramos. Como as imagens demonstram aqui predomina o pinheiro bravo, arvore valiosissima que nenhuma outra resinosa pode substituir.


Do pinheiro bravo muito teriamos para contar, mas haverá pessoal muito mais qualificado para o fazer.

O Ervedeiro



Pequenas arvores que podem chegar aos 12 metros de altura,de troncos acastanhados com casca que se desprende em lascas ou tiras. De folhas grossas e muito resistentes manteem todo o ano o seu verde vivo.
O fruto de ervedeiro (Medronho) nasce verde passando a amarelo e depois acaba em vermelho escuro.


è um fruto comestivel que depois de fermentado é destilado produzindo uma aguardente muito procurada e apreciada.
O ervedeiro cresce no meio dos pinhais, dos matos e á beira dos bosques. Mas pode ser tambem uma arvore para embelezar o jardim. Por exemplo o meu irmão Pedro , tem no seu jardim um ervedeiro imponente e de qualidade.


Na nossa região são abundantes os ervedeiros de pequeno porte que para alem do fruto ,lembro me ainda de antigamente o meu pai aproveitar as suas raizes e troncos mais volumosos para fazer carvão e brazas para serem utilizados no aquecimento doméstico




Recados e Imagens - Blogs - Orkut

5 comentários:

excavator simulator disse...

sure, why not!

Teresa Catarino disse...

Luis, que lindo!Parece que sinto os odores dos pinheiros. Sempre achei o nome "medronhos" engraçado, quando criança ouvia falar e achava que eram pequenos "monstros" que faziam medo às crianças...È gratificante ver o que colocas, só não entendo como terras com tanto potencial não são utilizadas no ecoturismo ajudando a promover,a divulgar esses locais e ajudando os moradores no desenvolvimento. Estou errada ou já existem ações nesse sentido? Grande abraço à todos!

Anónimo disse...

Luis é espectacular de pequenas coisas da nossa terra fazes postagens maravilhosas estou àdurar força continua é assim que levamos as nossas terras ao mundo.

Agora um agradecimento obrigado pela bandalusa obrigado.
um abraço Antonio Assunção

Lourdes Filipe Martinho disse...

Como é bela a nossa região, com o colorido que lhe dá a sua vegetação. Aqui, no outro lado do Açor, ao ervedeiro chamamos medronheiro. A língua portuguesa é rica.
Agradeço os comentários que tem feito no meu Açor e a simpatia que tem demonstrado.
Um abraço,
Lourdes

be disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.