sábado, 5 de julho de 2008

O SOL E AS ESTRELAS BRILHAM NO CÉU DA MINHA ALDEIA



Nestes dias quentes de verão, apetece calcorrear as calçadas da minha aldeia com sinais de modernidade
Quem conheceu Bogas ha 50 anos nota muitas mas mesmo muitas alterações
A rapaziada de agora talvez não sinta o mesmo mas devem pelo menos sentir se muito bem em Bogas.
E depois ha muitas coisas que nos grandes centros nas cidades não nos apercebemos que existam. Mas em Bogas ouve se o sino da igreja a dar nos a noção do tempo com as suas badaladas a indicar nos as horas ou o toque das trindades
Ou ainda no chamamento para a missa dominical e tocando pela morte de qualquer Boguense.
Á noite sente - se aquele odor a maresia , misturado com o cheiro ervas , a mato, a pinheiros e contemplam se as estrelas que brilham no céu
De manha quando acordamos ouvimos o chilrear deste e daquele passarinho sentimos o sol a entrar nos pelas janelas a dentro
Durante o dia podemos fazer uns passeios pedestres pelas redondezas, descobrir recantos giros da ribeira podendo mergulhar nas suas aguas em varios locais
Ou ainda dar um saltinho á foz de bogas e sentir as aguas do Zezere salteando por entre rochas graniticas.
As férias estão aí mesmo mesmo á porta
Uns dias de descanso numa aldeia,sem os ruídos citadinos lavam a alma...
Dá tédio viver no campo e na aldeia. Porque a vida não é tão facil e moderna por isso exige muito mais de nós , mas o que nos dá em troca é superiormente mais valioso.
Tenho a certeza que Bogas de Baixo vai estar repleta de gente durante estes proximos 60 dias. Aproveitem as festas e levem convosco essas belas recordações

MAS ATENçÃO MUITA ATENçÃO

Nestes meses que se aproximam com o calor e com uma maior quantidade de gente percorrendo estradas ou passando férias realizando piqueniques etc etc todo o cuidado é pouco
Nestes festejos de nossa Senhora das Dores em Bogas de Baixo vamos certamente dar um exemplo de civismo

Refiro-me concretamente ao caso dos incêndios, Quando chega esta época do verão, é certo e sabido que os telejornais apresentam como notícia de abertura um grande incêndio que deflagrou, ninguém sabe como, numa serra do norte ou do sul, quase sempre à mesma hora, que está a ser combatido por centenas de efectivos apoiados por dezenas de auto-tanques. E o que mais nos deixa de boca aberta é que todos olham para este fenómeno como se ele faça parte da nossa vida quotidiana durante a quadra estival, como se ele não pudesse ser evitado. Os governantes, os autarcas, os próprios bombeiros, todos se referem aos incêndios que devoram a maior riqueza nacional como uma fatalidade que temos que combater mas que, por mais voltas que demos ao miolo, nunca seremos capazes de impedir.

Há sempre um raio que se desprende de uma trovoada e que ateia um fogo; há um fundo de garrafa que se deixa inadvertidamente na floresta e que, quando chega o sol, multiplica a capacidade do seu calor; há um descuido dum campista que não teve o cuidado de apagar bem as brasas onde assou as sardinhas! O automobilista que atira um cigarro a arder janela fora. Nesta altura nunca é demais a gente deixar estes avisos á navegação
Muitos incendios são ainda ateados por mãos criminosas ou por conta própria ou a mando de terceiros. Há que procurar as causas e a quem isso pode beneficiar
– Pelo menos que as autoridades, depois das necessárias investigações, nos digam quem são os criminosos. Neste, como em outros casos, não devemos andar a encobrir os culpados, nem a catalogá-los todos como atrasados mentais. Todo o povo está convencido que os verdadeiros responsáveis pelo ateamento dos fogos não é gente com doenças do foro psíquico.
Depois da transcrição desta noticia no Amigo do Povo, fico me por aqui mas não antes de fazer um novo apelo á conciencia de cada um para evitar este flagelo

Denunciem os prevaricadores

6 comentários:

Anónimo disse...

Caríssimo, Nossa Senhora das Dores no Mucifal, portanto sem «r» como tem no seu link. Ass: leitor do blog da freguesia de Colares. Abraço

Teresa Catarino disse...

Caro Luis, estou ansiosa pelas fotos que com certeza irás tirar. Assim vou "matando" as saudades dessa terra tão querida. Conheci Portugal no inverno e a paisagem é imensamente diferente no verão. Gostaria de ver...

Anónimo disse...

Caro amigo cá estou novamente a cumprimentar todos os abitantes de BOGAS nós aqui do outro lado da serra ademiramos o seu trabalho e já o temos no nosso blog como amigo força para levarmos lonje o nome das nossas aldeias para que pessoas de outras terras nos venhão visitar e nos ademirem já que muitas vezes aqueles que nos são proximos não nos dão a atenção que as nossas terras merecem refiru-me aos poderes publicos VOZ DO GOULINHO

Asas da Montanha disse...

Parabéns pelo blog.
Tu o que for feito para dilvulgar as nossas terras é um serviço maravilhoso.
Força!
Asas da Montanha

Anónimo disse...

Caro Luis cá estou mais uma vez do outro lado da serra.Dando voz ao blog
VOZ DO GOULINHO uma aldeia pequenina mas como dizia S.PAULO quando nos sentimos pequenos é que somos grandes é como a sua que eu não conheço mas é divulgada por um homem grande de espirito porque gosta dela luta por éla força LUIS
Cpmts Antonio Assunção

be disse...

華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,