sexta-feira, 9 de setembro de 2016

O PRAZER DE CALCORREAR AS RUAS DAS NOSSAS ALDEIAS

Recordar é viver e quem recorda não esquece  e é realmente o que acontece comigo quando me lembro de tempos idos calcorreando as pequenas ruas muitas delas em terra batida nas aldeias do meu sitio

Quando na minha vida profissional era hábito  visitar vários clientes que  por aqui tinha  muito especialmente no ramo da construção civil, calcorreei varias ruas das muitas aldeias  no coração da Beira Interior, e então desta vez vou partilhar convosco uma viajem que lembro varias vezes.
Passei pela minha aldeia e fui direto a Cambas já na margem direita do rio Zêzere  e alguns metros á frente  virei em direção aos Caneiros

 Uma pequena Aldeia pertencente á freguesia  de Cambas e  concellho de Oleiros onde a floresta ear até  há bem pouco tempo uma forma de sustento para  a sua população, a par com as suas cabritas e hortas
 O aglomerado de casas dos Caneiros estende-se pela encosta direita do rio Zezere, dando-lhe um enquadramento único

Linda paisagem das serras ainda verdinhas com o rio Zezere correndo pachorentemente lá ao fundo em direção á barragem do Cabril

Depois  voltamdo á estrada N112 parava normalmente no Restaurante Nascer do Sol  Na Selada Cova  cruzamento para  Armadouro, Barragem de Santa Luzia e Minas da Panasqueira, e dpois do almocinho bem servido e  saboroso continuava  viagem
E logo  a seguir deparamo nos com a placa indicando as distancias a que me encontrava  da Pampilhosa e de Coimbra
Passava por Gavião e parava  sempre  no café Galvão na Sancha Moura meu cliente e  amigo, pequeno construtor que adjudicava obras por estas bandas e isso contribuia para eu visitar tambem os locais onde ele exercia a sua atividade
Costumava passar por este nicho  a caminho do Sobral Magro um dos vários que encontrava por estas estradas de aldeias situadas nas serras da Pampilhosa Passava ainda por Sigmo Sambo, Lobatos e Lobatinhos e era tudo para aquele dia, Era preciso regressar a casa

E para terminar esta recordação de hoje  deixo vos com esta belissima panoramica das serras da Pampilhosa

Sem comentários: