quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Património Cultural digno da sua visita (Arganil)

                                                                      Mata do Hospital
A Mata das Misericórdias, outrora conhecida como Mata do Hospital, é um espaço florestal de cerca de 22 hectares, doado pela D. Maria Isabel de Melo Freire ..

                                                           .Piscina Municipal de Arganil
Desde a sua abertura ao público, a 16 de Março de 2013, a Piscina Municipal de Arganil atingiu, recentemente, as 50.000 utilizações,

                                                Santuário da Nossa Senhora do Mont'Alto


                                                Parque de Campismo Municipal de Arganil


                                                          Igreja de São Pedro de Arganil
considerada uma obra arcaica, periférica e limitada, um "exemplo típico da permanência de uma estética retrógrada nas zonas rurais do interior de todo o território a norte do Tejo
A sua construção ficou a dever-se a D. Marinha Afonso e a D. Fernão Rodrigues Redondo, senhores de Arganil durante o reinado de D. Dinis

                                             Praia Fluvial de Secarias “Cascalheira” (Rio Alva)
Praia fluvial do Interior galardoada com a classificação QUALIDADE DE OURO pela Quercus




                                                                     Mosteiro de Folques

O que se sabe da história inicial do convento é pouco e incerto. As fontes mais antigas colocam-no entre o século XI e XII. No entanto, pouco nos chegou dessa época.


                                                         Praia Fluvial de Coja (Rio Alva)
As margens, e a área envolvente da praia fluvial são arborizadas por choupos e amieiros, o que permite fruir de momentos de tranquilidade e sossego

                                                       Praia Fluvial de Góis (Rio Ceira)
um sitio aprazível, quem visita uma vez fica sempre com vontade voltar especialmente no verão vale a pena uma visita à Praia Fluvial junto à Ponte do Soito.

                                                                      Fraga da Pena

A Fraga da Pena, em plena Paisagem Protegida da Serra do Açor, corresponde a um acidente geológico atravessado pela Barroca de Degraínhos, originando um conjunto de quedas de água sucessivas.

A queda de água tem uma altura de 19 metros.


                                                                  Mata da Margaraça

Esta imponente nata é apenas o resto do que foi um dos mais opulentos maciços florestais das Beiras. Esta formação vegetal corresponde a uma associação denominada Rusco-Quercetum-roboris que faz parte da aliança Quercion robori-pyrenaicae – característica do noroeste da Península Ibérica e que actualmente tem nesta mata a sua melhor representação em Portugal. Tratando-se por isso, de uma rara e significativa amostra do que foi o coberto vegetal das serranias do centro do nosso país.
Praia Fluvial de Pomares (Serra do Açor)


                                                                   Serra do Açor
Esta maravilha da natureza faz parte da Cordilheira Central, entre a Serra da Lousã e a Serra da Estrela, que abrange Arganil e Pampilhosa da Serra, portanto a Serra do Açor estende-se por mais de trezentos hectares, sendo atravessado por dois cursos de água, a Ribeira da Mata da Margaraça e a Barroca de Degraínhos.

Fortemente marcada pelo encaixe dos Vales do Alva e do Ceira, afluentes do Mondego, esta serra apresenta os seus vales numa monumentalidade perfeita e única, que transpiram beleza, em que os seus socalcos demonstram os engenhos das povoações que ali decidiram estabelecer casa, vivendo nos segredos da serra, como o lírio-martagão, a gilbadeira, o carvalho-alvarinho ou o selo-de-Salomão, que apenas num tom completa a sinfonia da Mata da Margaraça.


                                                           Aldeia Histórica do Piodão

A Aldeia de Piódão é considerada uma das mais bonitas do País, classificada como “Aldeia Histórica de Portugal“.
Situada no Centro do País, pertencente ao concelho de Arganil, na encosta da bonita Serra do Açor.

As suas típicas casas de xisto e lousa, com janelas em madeira de azul pintadas, descem graciosamente a encosta da serra, formando um anfiteatro nesta íngreme serra, sendo por muitos apelidada de “aldeia presépio”.


E termino aqui por hoje, Amanhã recordaremos outros locais e outras gentes mas sempre na serra do Açor

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Pelas encostas da serra do Açor




                                                                             LOMBA
É certo e sabido pois assim reza a história, a Lomba é habitada pelo menos desde o século XVII. Na verdade, o registo mais antigo de habitantes na Lomba é o do casal Manuel Antunes e Ana de Figueiredo, que habitaram na Lomba no século XVII. e que por pouco não tinhm os mesmos nomes dos meus pais  Manuel Antunes e Ana Godinho


Na Lomba a estrada bifurca: para a Nogueira e para a serra. Ora, a estrada da serra era muito concorrida, porque era a via principal que todos os povos da serra usavam para chegar a Arganil. Mudando-se para este lugar, as pessoas da Nogueira estavam a aproximar-se de um caminho mais movimentado.

                                                                             NOGUEIRA

 Esta localidade pertence à freguesia e concelho de Arganil , paróquia da Diocese de Coimbra.Pertence à Região Centro, província histórica (ou região natural) da Beira Litoral, formalmente instituída por uma reforma administrativa havida em 1936, sub-região estatística Portuguesa do Pinhal Interior Norte.
A aldeia da Nogueira, situa-se na encosta da Serra da Aveleira, e é ladeada pelo Lombo Serrão.


A Capela de Santo António na Nogueira já existia à data deste inquérito em Abril de 1758
 Capela modesta mas importante cujo padroeiro é Santo António, pelo que se denomina mesmo de Capela de Santo António,,Normalmente decorrem no último fim de semana de Agosto.
A partir daqui podemos visitar os mais belos recantos naturais da serra
Serra da Aveleira
Mata do Hospital (Arganil) – 3,5 km
Piscina Municipal de Arganil – 3,7 km
Santuário da Nossa Senhora do Mont'Alto – 6,8 km
Parque de Campismo Municipal de Arganil – 6,6 km
Igreja de São Pedro de Arganil – 7,0 km
Praia Fluvial de Secarias “Cascalheira” (Rio Alva) – 7,2 km
Praia Fluvial da Peneda Talhada (Secarias)
Mosteiro de Folques – 8,8 km
Praia Fluvial de Coja (Rio Alva) – 15,3 km
Praia Fluvial de Góis (Rio Ceira) – 15,5 km
Fraga da Pena – 20,7 km
Mata da Margaraça – 25,2 km
Praia Fluvial de Pomares (Serra do Açor)
Serra do Açor – 26,4 km
Aldeia Histórica do Piodão – 36,1 km



                                                             TORROZELAS

Uma linda aldeia onde o verde e o sol dominam a nossa vista e convida nos a um longo periodo de rescanso no Parque de Merendas aqui existente e existe aind um miradouroL
Parque de Nerendas


Espaço com mesas e bancos em pedra onde se pode merendar
Local aprazível onde é possível realizar um piquenique em família
 Daqui podemos avistar belas paisagens da Serra onde existem pequenos povoados como por exemplo Monteredondo

                                                                  FOLQUES


É também oma freguesia do concelho de Arganil, escondida por trás do Mont'Alto
Daqui se guardam boas recordações dos tempos em que por aqui passava o Rally de Portugal e se juntavam molhares de pessoas  á beira das estradas passando por aqui a noite para poderem ver aquelas máquinas que  deixavam para trás uma enorme nuvem de poeira mas havia muita alegria

Possui um vasto património onde se destacam

Mosteiro de Folques, recheio artístico e quinta
Capelas do Sr. das Almas, de S. Sebastião, do Sr. dos Aflitos e de S. Teotónio
Casa seis-setecentista
Portela do Alqueve
Lugar do Monte de Celavisa
Cabeço do Monte Redondo
Mosteiro de origem medieval, situado num vale junto à ribeira de Folques, cujos elementos mais antigos são a torre sineira e um dos claustros, do século XV

Edifício com dois andares. A parte mais antiga é o claustro. Os lados norte e nascente são manuelinos. Arcos singelos em baixo e colunas em cima, pequenas, oitavadas e de bases e capitéis só de molduras.

Para nascente há outro claustro com arcadas simples no rés-do-chão e alas habitadas no primeiro andar, obra do século XVIII.

A classificação de Imóvel de Interesse Público inclui o recheio artístico e a quinta adjacente. Actualmente está implantada no local uma escola de formação profissional (Instituto do Emprego e Formação Profissional de Arganil), que desfruta da rica envolvente paisagística da região.

                                                         PÒVOA DE FOLQUES

                                                           Capela de Póvoa de Folques

A Póvoa de Folques é uma pequena aldeia da freguesia de Folques, concelho de Arganil, distrito de Coimbra. Como tantas outras aldeias do interior, sofreu ao longo dos tempos uma grande desertificação motivada pela partida  das suas gentes procurando melhores formas de vida  para o estrangeiro e  para o litoral.
mas estas gentes como  quase todos os beirões nunca esquecem as suas raízes e em qualquer data festiva muito especialmente nas férias de verão fazem a sua visita á terra para matar saudades e rever  a familia e os amigos



E acabamos aqui por hoje a nossa viagem, mas voltamos já já para continuar por estas bandas a calcorrear caminhos  e a apreciar todo o brilho que a natureza nos oferece

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Estamos em Arganil

ARGANIL



Arganil é uma vila do Distrito de Coimbra, região Centro e sub-região do Pinhal Interior Norte,
É sede de um município subdividido em 14 freguesias.
O município é limitado a norte pelos municípios de Penacova, Tábua e Oliveira do Hospital, a nordeste por Seia, a leste pela Covilhã, a sul por Pampilhosa da Serra e por Góis e a oeste por Vila Nova de Poiares.

Sobre a história  de Arganil, alguns autores mencionam que  foi fundada pelos romanos, e outros citam os lusitanos
As 14 freguesias por onde passaremos pelo menos em algumas, Arganil, Benfeita, Celavisa,  Cepos e Teixeira, Cerdeira e Moura da Serra. Côja e Barril de Alva, Folques.  Piódão, Pomares,  Pombeiro da Beira, São Martinho da Cortiça, Sarzedo, Secarias,Vila Cova de Alva e Anseriz
Para trás ficaram já Pombeiro da Beira, S Martinho da Cortiça, Sarzedo,e Secarias que visitámos nos dias anteriores



Tem um vasto e riquissimo património onde destacamos o Pelourinho de Arganil  a Povoação de Piodão a Igreja Matriz de Pombeiro da Beira e a Capela da Póvoa da Rainha Santa ou Capela da Rainha Santa



Internacionalmente tornou se uma Vila muito conhecida muito por se ter geminado com varias cidades estrangeiras tais como
 Las Torres de Cotillas, Múrcia, Espanha
Moçambique Beira, Sofala, Moçambique
Moçambique Angoche, Nampula, Moçambique
Brasil Rio de Janeiro, Estado do Rio de Janeiro, Brasil
Luxemburgo Dudelange, Esch-sur-Alzette, Luxemburgo



Ofereço aos meus amigos e leitores a oportunidade de apreciarem as belezas de Arganil através desta página de FOTOS



Amanhã seguiremos  pelas encostas da Serra do Açor  até Folques  onde moram velhas mas gratas recordações dos tempos do Ralye de Portugal

sábado, 24 de setembro de 2016

Nos arredores de Arganil


                                                                      Meda de Mouros

Meda de Mouros é uma antiga freguesia portuguesa do concelho de Tábua,
Pertenceu ao senhorio dos Bispos de Coimbra Condes de Arganil de juro e herdade, tendo sido desmembrada de Coja pelo fim do século XVI. No século XIX mudou duas vezes de concelho: de Coja até 1853, e de Arganil, em seguida; em 1855 ao de Tábua. O seu orago é São Sebastião.

Em 2013 extinguiram-se as Freguesias de Meda de Mouros e Pinheiro de Coja, ficando como União de Freguesias de Pinheiro de Coja e Meda de Mouros.

Caldo de Castanhas;Carolos;Migas;Papa Laverça;Nabos de Molho;Sopas Brancas;Tibornada;BuchoRecheado;Os Torresmos;O Arroz de Fressura;O Arroz Doce Branco;Pão-de-Ló;Filhós de Abóbora-Menina; e Arrobe.
Monumento ao Padeiro; Ponte "Romana" Busto a José Borges de Carvalho, Celeiro, Mina de ouro do Castelo, Forno dos mouros, Cruzeiro do  Adro da Igreja e Cruzeiro das Almas



                                                                                   Mouronho


Mouronho pertence ao concelho de Tábua e distrito de Coimbra; está situada na margem direita do rio Alva, afluente do Mondego e dista cerca de oito quilómetros da sede concelhia.
Mouronho em dia de festa

Do património cultural edificado da freguesia de Mouronho destacam-se: a Igreja Matriz e o solar de Taborda. A praia fluvial é um dos locais de maior interesse turístico da freguesia.
A nível económico, a população da freguesia de Mouronho ocupa-se essencialmente de actividades do sector primário, como a agricultura, na qual se destacam as produções cerealíferas; o comércio e o artesanato são também actividades fundamentais para o equilíbrio da economia local, destacando-se no artesanato a tecelagem.
neste edificio existia um grande comércio que pertencia a dois irmãos  que foram meus clientes durante vários anos e que eu visitava no minimo uma vez por mês

Pousadouros

Uma bela localidade qie pertence á freguesia de Mouronho  e já muito perto de Arganil
Aqui há 3 concelhos que me deixam sempre na duvida onde petencem estas localidades são eles Arganil, Coja e Tábua

Oferecendo uma localização rural, a Quinta da Valeira está localizada em Pousadouros, a 6 km de Arganil. Esta casa com 2 quartos inclui um pátio. Tem uma cozinha completa com um micro-ondas e um forno.


Secarias

Se estiver em Secarias tem a oportunidade de visitar qualquer um destes locais patrimoniais
Rede das Aldeias do Xisto - Aldeia do Xisto de Benfeita
Castro da Lomba do Canho (Acampamento militar romano)
Museu Etnográfico da Câmara Municipal de Arganil
Museu Regional de Arqueologia de Arganil

E no Verão pode sempre refrescar se na Praia fluvial nas margens do rio Alva, junto a um açude.
Tem muita sombra, proporcionada pela galeria ribeirinha de amieiros.
Com vastos espaços verdes, estacionamentos e bons acessos.

Sarzedo

A freguesia é limitada a Sul pela sede de concelho de Arganil, a Norte pela freguesia de Carapinha, concelho de Tábua, a Este pela freguesia de Secarias e a Oeste pela freguesia de São Martinho da Cortiça.
e cá vamos nós  a  caminho de Arganil

Esta freguesia possui vários locais de interesse como uma Igreja Matriz, um Parque de Campismo e uma praia fluvial existente no Rio Alva, bem como um miradouro com uma excelente paisagem.

Património,  Casas dos Amorins e das Cruzes
Cruzeiro
Miradouros do Canto e da Costa da Brulha
Trecho do rio Alva e praia fluvial



Hoje fico me por  aqui e  a seguir iremos para Arganil e parte da Serra do Açor  uma linda zona que me encanta

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Por terras da Beira....sempre

Acabo de sair de Serpins e o meu destino é Espariz na estrada da beira onde penso pernoitar
entretanto durante o dia  visitei varias localidades para cumprimentar clientes e  amigos~
Vou descrevendo algo sobre elas á medida dos meus conhecimentos

                                                                  VILA NOVA DO CEIRA
A freguesia pertence ao concelho de Góis
A localidade é atravessada por dois importantes cursos de água, o rio Ceira (afluente do Mondego), e o rio Sotam, afluente do Ceira. Os dois rios confluem na localidade de Murtinheira, um pouco antes de um dos locais de maior beleza da povoação, o Cerro da Candosa, na base do qual o rio Ceira passa num apertado desfiladeiro (Cabril).

Vila Nova do Ceira é nome moderno desta freguesia que até 1927 era chamada “Várzea Grande de Góis”.Aliás, a designação popular do povoado ainda hoje é Várzea, o que também dá uma ideia da sua geografia.

A freguesia é composta por várias povoações: Várzea Grande - onde se situa a Igreja Matriz e a sede da junta de freguesia - e Várzea Pequena, Inviando, Murtinheira, Monteira, Sacões, Carapinhal, Juncal, Telhada, Campelo, Passô, Linteiro, Casal da Ribeira, Terras, Picarotos, Covas do Barro, Chão dos Santos, Cabril, Topa, Chapinheira, Cerejal, Formiga, Vergada, Bolsas, Cruzinhas, Oliveirinhas, Vale de Oleiros, Val de Egas, Caracol, Rojão, Fonte de Soito, Santo Velho e Farroiba
Igreja Matriz
Ermida de Nossa Senhora da Candosa
Praia fluvial das Canaveias
Cerro da Candosa

                                                                  POMBEIRO DA BEIRA

Esta localidade  faz já parte do concelho de Arganil,
Foi vila e sede de concelho entre 1513 e 1836. Era constituído pelas freguesias de Pombeiro e São Martinho da Cortiça.
Igreja Matriz de Pombeiro da Beira, incluindo dois túmulos existentes na parede e no pavimento da capela-mor.
Capela da Póvoa da Rainha Santa ou Capela da Rainha Santa
Pelourinho de Pombeiro da Beira
Capela do Bom Jesus

O rio alva percorre um caminho sinuoso entre as encostas da serra da Estrela e da serra do Açor, onde escavou o seu leito. Várias localidades cresceram nas suas margens como São Gião, por exemplo, assim como, apresenta muitas praias fluviais como São Gião, Avô, Côja, Secarias, Caldas de São Paulo a praia fluvial da aldeia de Sandomil e a zona de lazer das Fronhas junto a Barragem das Fronhas.



                                                            S. MARTINHO DA CORTIÇA



é uma freguesia portuguesa do concelho de Arganil
Com os seus 1319 habitantes e uma área de cerca 35 quilómetros quadrados, a freguesia de S. Martinho da Cortiça é a terceira mais populosa do concelho de Arganil Está situada no seu extremo noroeste, a 13 quilómetros de Arganil, e faz fronteira a sudoeste com o concelho de Vila Nova de Poiares, a noroeste com o de Penacova e a nordeste com o de Tábua.


                                                                     

                                                                      MOITA DA SERRA




A freguesia é rasgada ao meio pela EN 17., conhecida por estrada da Beira, que tem a sua origem na antiga via romana que ligava Coimbra a Salamanca, passando pela vizinha Bobadela. Desde períodos anteriores à fundação da Nacionalidade que contribui para o aparecimento de povoações à sua beira.Também passa pela freguesia o IC6. junto a Catraia dos Poços a 3 Km de São Martinho da Cortiça

Capelas de Nossa Senhora do Rosário, de S. Nicolau e da Senhora da Guia
Fragmentos do pelourinho de Sanguinheda
Igreja Matriz de São Martinho




A freguesia da Carapinha localiza-se na meia encosta da Serra da Moita, no extremo ocidental do concelho de Tábua e faz fronteira com os concelhos de Arganil e Penacova. Confina com as freguesias de Mouronho e com a União de freguesias Ázere e Covelo (concelho de Tábua), São Martinho da Cortiça (concelho de Arganil e União de freguesias São Paio do Mondego e São Pedro de Alva (concelho de Penacova

                                                                     ESPARIZ

é uma antiga freguesia portuguesa do concelho de Tábua, Em 2013, no âmbito da reforma administrativa foi anexada à freguesia de Sinde, criando-se a União de Freguesias de Espariz e Sinde.
 Era nesta confortavel residencial na altura muito bem gerid por uma familia de Gouveia, que eu fazia meu quartel general durante os dias que percorria toda esta região
                                             Residencial e Motel Tabriz
estradas que davam uma sensação de conforto e paz ao percorre las pelo meio de arvoredo muito belo

Dos eu património cultural  merecem especial destaque a Igreja Matriz de honra a Nossa Senhora da Anunciação, construção de granito com portal dos séculos XV e XVI e tectos lindíssimos pintados com motivos setecentistas, as capelas de Santo António e do Santíssimo Sacramento e a da Nossa Senhora da Conceição, e ainda a casa Ferreirinhas com Arco de entrada junto da capela.


Tambem pode visitar um monimento natural a Cache está situada num afloramento rochoso e é mais conhecido por GRETA, podem chegar até ele a pé, de bicicleta e de jipe, de carro aconselho a deixar junto à estrada, depois só tem que andar 300m a pé.

A população da freguesia de Espariz ocupa-se essencialmente da agricultura, e da industria, da olivicultura e do pequeno comércio; antigamente o azeite era produzido nos lagares existentes na freguesia, que actualmente mantém viva na memória a tradição desta actividade.

E já está feito por hoje, a próxima postagem ou postagens vão ser sem duvida sobre as minhas andanças aqui pela zona d Arganil e Coja onde entra em cena a belissima serra do Açor