Recomende este blog

São exactamente as nossas raizes culturais, familiares e sociais que nos distinguem.




terça-feira, 5 de abril de 2016

Nossa Senhora de Mércoles e Nossa Senhora do Almortão

No próximo  fim de semana 10, 11, 12 de Abril realizam se duas das maiores romarias do distrito de Castelo Branco, sendo que Nossa Senhora de Mércoles realiza se em Castelo Branco enquanto nossa Senhora do Almortão se  realiza em Idanha a Nova



O dia da Festa Religiosa de  Nossa Senhora de Mércoles é  dia 10 terminando no dia 12 terça feira feriado  municipal para  a romaria ao feijão frade que vai ser devorado com fartura no terreiro da festa
Esta é a  principal festa da cidade de Castelo Branco e  a sua Ermida situa se  a mais ou menos 5 Kms  de distancia



è com algumas fotos de anteriores festejos  que  ilustramos  esta mensagem

Estas festas  conjugam os ritmos das romarias portuguesas com os das novas formas de lazer e diversão. pois  aqui aparece todo o tipo de barracas de venda dos produtos mais variados Mas o essencial da Festa centra-se na Senhora, Mãe de Deus, invocada aqui como Nossa Senhora de Mércoles e albergada na antiquíssima Ermida com o mesmo nome.


Uma visão colossal captada do ar sobre o terreiro de Nossa Senhora de Mércoles onde podemos comprovar realmente a afluencia de milhares de romeiros e peregrinos a esta grandiosa festa
Uma tradição popular que se perpétua, igual a muitas outras que ocorrem pelo país, de um povo que mantém de mãos dadas o fervor da sua fé e a esperança de melhores dias, que teimam em não vir.

NOSSA SENHORA DO ALMORTÃO


A Ermida de Nossa Senhora do Almortão situa-se nos campos de Idanha-a-Nova, tem um estilo simples e harmonioso. Em 1229 D. Sancho II, no foral dado a Idanha-a-Velha mencionava a Santcam Mariam Almortam, quando demarcava os limites da Egitania.



A capela-mór e o altar são revestidos de azulejos do sec. XVIII. O alpendre é formado por três arcos de granito. Esta capela foi construída porque, como diz a lenda, um dia de madrugada uns pastores atravessavam o campo pelo sítio "Agua Murta" e notaram que havia algo de estranho por traz das murteiras grandes.



Aproximaram-se e viram uma linda imagem da Virgem. Ficaram parados de joelhos a rezar, mas depois resolveram levar a imagem para a Igreja de Monsanto. Mas ela desapareceu e foi encontrada outra vez no mesmo lugar da aparição no murtão. Respeitando a vontade da Senhora, os habitantes da vila construíram a capela



A procissão em honra de Nossa Senhora do Almortão atrai todos os anos milhares de visitantes a Idanha-a-Nova. Depois da missa, os mordomos transportam o andor com a imagem da santa ao som de adufes e cantigas tradicionais


Após as cerimónias segue-se o almoço, convívio entre famílias e amigos. Então o povo canta as várias quadras á Senhora entre elas estas que dizem os historiadores que traduzia o sentimento das pessoas em serem libertadas do domínio dos espanhóis.

Senhora do Almortão
ó minha linda raiana
virai costas a Castela
não queirais ser castelhana

Senhora do Almortão
a vossa capela cheira
cheira a cravos, cheira a rosas
cheira a flor de laranjeira

senhora do Almortão
eu pró ano não prometo
que me morreu o amor
ando vestida de preto

Sem comentários: