quinta-feira, 14 de abril de 2016

Alcaide--Festa em honra de S. Macário

É já no próximo fim-de-semana que se vai realizar, uma vez mais, a festa em honra de São Macário. É com agrado que o Alcaide recebe esta festa, pois é a mais importante e a que mais pessoas traz à Romaria. Santo padroeiro dos Surdos e dos Pasteleiros, a sua festa realiza-se três semanas após a Páscoa. Este ano, a festa será dia 24, 25 e 26 de Abril.



O ponto alto dos festejos será quando o Santo sair da capela, no domingo, pelas 12h00, rumo ao Cabeço de São Macário, onde a romaria terá toda a sua imponência religiosa. Mas pela noite de sábado, de domingo e de segunda, as festividades decorrerão na aldeia, mais própriamente no recinto da Liga dos Amigos do Alcaide (texto e foto dos Amigos do Alcaide)



No domingo de São Macário, a festa começa bem cedo, por volta das 7 da manhã, com uma banda que percorre as ruas, com um conjunto de tocadores de bombos e com a Alvorada, feita com o lançamento de foguetes. Ao meio dia faz-se a procissão desde uma capela que se situa na praça, onde os andores estão guardados, até à capela de São Macário que fica no alto do Monte de São Macário.



O maior acto de fé, é sem dúvida a procissão de domingo, quando os andores de Santa Teresinha,
Nossa Senhora das Necessidades, Mártir São Sebastião, São Pedro, Nossa Senhora de Fátima e São Macário, adornados com flores naturais, saem da capela do Mártir São Sebastião em direcção ao Cabeço de S. Macário para a celebração da Eucaristia.



O local da capela é um dos melhores miradouros entre a Serra da Gardunha e a Serra de Estrela dele pode apreciar-se toda a beleza da Cova da Beira e avistar um sem número de povoações. É um excelente local de lazer possuindo um parque infantil, barbecue, parque de merendas e uma fonte.




Da autoria de Jaime Lopes Dias  os canticos do povo a São Macário


Glorioso São Macário,
Bem me podeis ajudar
Pois vim á vossa festa
Para vos ver e adorar.

Glorioso São Macário,
Que dais aos vossos romeiros?
 Água da minha fonte,
Sombra dos meus castanheiros.

Glorioso São Macário,
Que morais no cabecinho
Onde não há outra flor
Senão a do rosmaninho.

 Glorioso São Macário,
Que dais a quem vos vai ver?
Dou água da minha fonte
P’ra quem a queira beber.

1 comentário:

Luantes Luis Antunes disse...

Este blogue ECOS DA ALDEIA. pretende divulgar de tudo um pouco o que se passa nas nossas aldeias para isso queria poder contar com a ajuda dos seus visitantes e leitores
Se tiverem algo interessante sobre a vossa aldeia ou sitio e queiram ver aqui publicada é só deixar aqui o vosso comentário