Recomende este blog

São exactamente as nossas raizes culturais, familiares e sociais que nos distinguem.




sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Há alguns anos atrás

Há varios anos atrás vivia muito calmamente na cidade do Fundão terra natal da minha mulher e dos meus filhos e também sede do meu concelho
Aos fins de semana quando era possivel dávamos as nossas voltinhas sem sair muito da nossa area de residencia. Varias vezes visitavamos campos e aldeias limitrofes


Aldeia de Joanes
Foi sede de uma freguesia extinta em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, para, em conjunto com Fundão, Valverde, Donas e Aldeia Nova do Cabo, formar uma nova freguesia denominada União das Freguesias de Fundão, Valverde, Donas, Aldeia de Joanes e Aldeia Nova do Cabo com a sede em Fundão
Igreja Matriz de Aldeia de Joanes ou Igreja de São Pedro
A Bica de Aldeia de Joanes, situada logo á entrada da aldeia

Restaurante ao pé da bica onde nos reuniamos com amigos de vez enquando para umas lancharadas de morcela na brasa, confecionada aqui na aldeia cuja fama era bem conhecida por esse Portugal.
Quem não se lembra das chouriças e morcelas de coser ou assar do ti Almeida da Aldeia de Joanes?


Aqui onde  nessa altura existia a Espingardaria do Teixeira e o Minimercado do Zé Manel ergueram este belo edificio como Lar  de 3ª idade Nossa Senhora do Amparo
Seguimos pela rua fora em direção á Aldeia Nova do Cabo e encontrmos á saida da aldeia á direita  a  Igreja Matriz de Aldeia de Joanes ou Igreja de São Pedro

Estamos já á entrada de Aldeia Nova do Cabo

 onde um antigo Solar de gente ilustre e de sangue azul, passou a ter no seu interior varias atividades de onde destaco a sede da Banda Filarmonica de  Aldeia Nova do Cabo
Esta Banda foi constituida há muito anos por um Fidalgo que saindo da suia terra natal  Idanha a Nova  se veio instalar e a residir nesta aldeia  mais ou menos em 1799
Depois de muitos ensaios , D. José  seu criador e maestro  decidiu que a Banda se deveria exibir ao povo da Aldeia, nas festas da sua padroeira e sob a sua própria referência. A população viria a delirar e no ano seguinte, após nova participação nas festas de Santa Cruz o entusiasmo do povo foi nota dominante. Entretanto D. José de Oliveira Sousa Cerejo de Brito e Cunha de Mesquita, cuja saúde lhe começava a faltar, resolve contratar um " entendido em música " natural da Soalheira de onde vinha duas vezes por semana a Aldeia Nova ensaiar aquele grupo de homens a que D. José fez questão da designar por Banda União Santa Cruz em homenagem à união daquele grupo de seus trabalhadores, que ele considerava de amigos, e principalmente em homenagem à padroeira da terra de quem ele era fervoroso devoto.
Esta é uma das capelas existentes na aldeia, Capeal de Santo António na rua com o seu nome
Há ainda alguns locais muito interesantes com direito a uma visita
Locais de Interesse Turístico:

- Miradouro do Cruzeiro
- Serras da Estrela e da Gardunha
- Quinta dos Quinteiros
- Cerejeiras em flor (Abril /Maio)
- Pomares de frutas
Igreja Matriz de Aldeia Nova do Cabo
 ou de Nossa Senhora ao Pé da Cruz
Templo construído no século XVI. Fachada principal rasgada por portal de arco abatido, com torre sineira de dois registos, o primeiro cego e o superior rasgado por ventana com volta perfeita, na lateral esquerda. No interior a igreja exibe 5 altares, destaque para o altar maior onde se situa uma imagem em pedra de ansã, de Na. Sra. de ao Pé da Cruz do século XVI (1576
 Deixamos a Aldeia e dirigimo nos para o Freixil dos Potes
nome este que me dá aimpressão de ter origem nas terras barrentas e  os oleiros que aqui ao lado fabricavam artesanalmente  os Potes  e que gentes da aldeia chegaram a cormecializar pelas aldeias limitrofes transportados por carroças puxadas a cavalos   e metidos  no meio da palha para não partirem
Havia e  não sei se existe ainda um Grupo de nome Os Corre Adegas do Freixial dos Potes constituido por  concertina , Bombos e  Cantadeiras
Pelos campos verdejantes a partir de Freixial dos Potes derigimo nos ao nosso local de destino
CASAL DE SANTA MARIA  que dista cerca de 2 Km da aldeia do Telhado e à qual pertence. Está situado num cabeço do qual se desfruta uma vasta e linda paisagem de toda a Cova da Beira.
É um pequeno aglomerado de casas muito velhas, antigas e semi-abandonadas. Nele habitam apenas 2 pessoas, antes moraram aqui cerca de 80 pessoas.

Aqui existiu, outrora, uma casa de repouso de frades Dominicanos, do qual não resta pedra sobre pedra. Mas algumas destas serviram para a construção de casas mais recentes. Tal como em Santa Maria da Carantonha, ficou uma ermida para contar o passado. Foi construída sobre uma estação romana e, em parte, com pedra de reaproveitamento dum antigo edifício romano, "Mosteiro". Junto à capela, com facilidade, encontramos "terra sigilata"

1 comentário:

Antonio Luís Brito Oliveira disse...

Gostei. Muito elucidativo. Abraço.