sábado, 1 de novembro de 2014

LENDA DE JANEIRO DE CIMA

Segundo diz a lenda Janeiro de Cima, aldeia do Concelho do Fundão do qual
dista 43 quilómetros, deve o seu nome aos seus fundadores,

,  que como
diz a lenda eram filhos de um rico senhor, que resolveu dividir as suas terras peos
seus dois filhos. Um ficou a morar no que viria a ser Janeiro de Cima



e o outro onde
viria a ser Janeiro de Baixo. Contudo a formação da aldeia não se iniciou no mesmo
local onde hoje se encontra situada. Esta bela aldeia da margem do rio Zêzere,
iniciou se antes num local denominado Esmoroços um pouco mais afastado do centro da
aldeia



Infelizmente as formigas eram muitas e no Verão atacavam as crianças no
berço, pelo que os ancestrais decidiram que tinham de mudar de local.


Tiveram então uma ideia: deixar o gado, cabras e vacas à solta durante a noite,
onde o gado fosse pernoitar seria o seu novo lar. Ao amanhecer os animais tinham-se
deslocado para um lugar denominado Vale, por e encontrar numa espécie de cova e
por ter terra funda e preta.
 

Aí estabeleceram a sua nova morada e construíram a nova
Igreja que data do séc. XVII. Ainda hoje, quem for a Janeiro de Cima, encontra neste
local casas ancestrais feitas de pedra de barro, prestes a caírem pela sua muita idade
e uso memória de tempos imemoriais.

pesquisas de Lopes Marcelo

1 comentário:

Antonio Luis Oliveira disse...

Tal como na origem do Telhado, também aqui entram as formigas.