quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Aqui quase toda a gente é católica

Hoje vou escrever sobre as igrejas das aldeias situadas no sopé Gardunha
 e nada melhor que começar com a Igreja de Bogas de Baixo  minha terra natal


Em 1724 já Bogas de Baixo era Paróquia , como podemos verificar na cópia do testamento de Jorge Dias o qual se encontra no livro de testamentos de Bogas pertencente ao arquivo da freguesia de Bogas e ao que parece foi levado para a Casa Paroquial por volta de 1940
O referido testamento tem o seguinte termo de abertura: Este livro ha de servir para nele se descarregarem os movimentos e visitas á Igreja Paroquial de S. Pedro no lugar de Bogas de Baixo, deste distrito da Covilhã vai rubricado com o sobrenome de FREIRE





Bogas tem outros monumentos religiosos como a capela da Padroeira da aldeia
Como acontece todos os anos, as festas em honra de Nossa Senhora das Dores e Jesus Adolescente, realizam se em Bogas de Baixo sempre no principio do mês de Agosto

Bogas de Baixo outrora sede de freguesia passou a fazer parte de uma fusão de 2 freguesias  Bogas de Baixo e Janeiro de Cima

Esta é  a igreja antiga de  Janeiro de Cima situada mesmo no centro da povoação  igreja de Nossa Senhora da Assunção

Para além desta  Janeiro de Cima  tem há varios anos uma nova Igreja que sendo maior e mais moderna serve muito melhor as gentes desta linda aldeia
tSeguindo estrada fora  uns quilómetros mais adiante deixamos a Nacional e voltamos á direita pela estrada municipal até Bogas de Cima. uma aldeia bem conhecida especialmente pelas gentes que seguem com atenção as aldeias de xisto.
Esta Igreja Matriz de Bogas de Cima possui um interior lindissimo e muito bem cuidado, a ultima vez que aqui passei tive oportunidade de comprovar isso quando assisti a uma missa por alma de um amigo.
Se tiver a oportunidade de passar por Bogas de Cima ,pare no largo junto à fonte, visite a Igreja Matriz e toda a freguesia, em especial a Casa Redonda "ex-libris" da terra, os antigos lagares de azeite e os moinhos na ribeira. No clube não deixe de provar uns peixes fritos.
Casa redonda

esta é a casa redonda de Bogas de Cima

Depois seguindo para a Malhada Velha, vou encontrar uma Igreja que me lembro muito bem da sua construção na década de 80 pelo meu amigo José Filipe do Açor que nessa época se dedicava á construção civil

Uma belissima Igreja onde os crentes entram e se sentem confortáveis numa sala ampla e de boa acústica
Esta capela razz igualmente parte do património religioso desta encantadora aldeia onde habitam gentes simpáticas e acolhedoras.  Em Malhada Velha encontrará facilmente um amigo


Sem comentários: