Recomende este blog

São exactamente as nossas raizes culturais, familiares e sociais que nos distinguem.




sábado, 5 de julho de 2014

Na rota das praias fluviais da Beira Interior (Janeiro de Baixo)

A freguesia de Janeiro de Baixo   está implantada  junto ao rio Zêzere, pertence ao concelho de Pampilhosa da Serra  e faz fronteira com o concelho de Fundão ou seja com a Freguesia de União de freguesias de Bogas de  Baixo e Janeiro de Cima
Aqui a  mesa é farta com a afamada Chanfana , maranhos e  cabrito assado no forno. bem como uma grande e saborosa gama de enchidos tradicionais das familias da região




Depois de ter andado nas margens do rio Alva  bem como as ribeiras de Pomares e Coja, vim hoje até ás margens do Zezere, um dos maiores e mais belos rios portugueses que nasce na serra da Estrela entre a Beira Baixa e  a Beira Alta,

 tendo ao longo do seu percurso até á foz no rio Tejo em Constancia, as mais lindas e maiores albufeiras de Portugal  e praias fluviais com bandeira azul, como por exemplo a praia fluvial de Valhelhas no distrito da Guarda

´ mas é na praia fluvial de Janeiro de Baixo que vou ficar  e é dela que vamos descrever algo para que a conheçam melhor


Um local que eu conheço desde a infancia quando ainda não se ouvia falar de praias fluviais e era nescessário uma barca para atravessar o rio de uma margem á outra.
mas já nessa altura há muitos anos atrás, este local existia e sempre com a mesma beleza. evidentemente que no meio dessa beleza foi nescessária a intervenção humana para tornar o local mais aprazivel com todas as condições para passar um dia inesquecivel

á beira das alcantiladas margens  onde corre o Zêzere.
Corre!! é como quem diz....pois o açude  e  a praia fluvial que tambem são locais de travessia para o Urgeiro e Bogas de Baixo encarregam se de refrear a corrente. Mas o espetáculo é imperdivel

Até pode ser que alguem nos convença a dar uma volta de barco e desfrutar de um ambiente inesquecivel
As gentes do Interior especialmente as que vivem nas margens deste rio. já podem hoje passar umas férias bem mais reconfortantes se usufruirem de todas estas infraestruturas


Janeiro de Baixo  tem a sua igreja colocada à entrada da povoação e é precedida de um adro. A porta da fachada principal é de verga curva, dominada por uma janela também de verga. A torre está adossada do lado direito e é rematada piramidalmente. 

O titular da igreja é São Domingos, cuja festa se realiza em Agosto

Faça se á estrada e  venha até Janeiro de Baixo e  dê uma ultima olhadela do alto do Penedo Mosqueiro e aviste o coração de Portugal
Mas pode ficar a conhecer muito mais da história de Janeiro de Baixo se entrar na sua página oficial

8 comentários:

Luantes Luis Antunes disse...

Caros amigos
eliminei a publicação que tinha feito do meu blogue sobre a praia fluvial de Janeiro de Baixo. Foi a primeira vez que uma postagem sobre um certo local foi contestada por gentes desse local.
O blogue poder ser comentado já que para isso existe um local para comentários .
E quando algo está mal emenda se
Errar é próprio do homem, embora sobre o assunto nada tenho a emendar
Se quiserem podem sempre consultar o sitio em wwww.bogasdebaixo.blogspot.com

João Barreto disse...

Como se costuma dizer há sempre uma primeira vez para tudo. Adiante. Realmente fui um dos que comentou a sua publicação, não diretamente mas usando uma outra situação que se passa já alguns anos e que por motivos alheios ou talvez não ninguém quer resolver, visto que essa situação é mais concelhia que local, visto que as placas sinalizadoras onde referem o moinho cravado na rocha é da responsabilidade do pelouro do Turismo da Câmara Municipal da Pampilhosa da Serra. Aprecio muito o seu trabalho e vejo-o com agrado o que vai publicando sobre as aldeias do xisto, mas realmente aquela foto já não está atualizada e nós, onde me incluo, salvo melhor, temos de mostrar as fotos atuais, as coisas boas e aquelas que mesmo não gostando por vezes temos de as publicar, porque todos, mas todos e não exclui-o ninguém querem o bem da aldeia, uns ajudando de uma maneira e outros com a presença na época de ferias e nas festas que se fazem, bem ou mal se fazem. Portanto, amigo Luís, comentei a sua publicação como comento quando algum não está bem, sei que não o fez propositadamente, felo com sentido positivo e, quem contestou, um diretamente outro indiretamente mas sempre, penso eu com um intuito, não de contestário só por o ser(em), mas com um objetivo de o informar que a foto não era atual.

Luantes Luis Antunes disse...

Amigo aquela era apenas uma foto que me lembrei de incluir na postagem, até para ver as diferenças para a atualidade. Ela lá está para quem gostar, os que não gostar não vão ver. Janeiro de Baixo é um terra que guardo no coração pois aqui estive muitas e muitas vezes na minha juventude. o meu médico era o Dr Barateiro que sempre me tratou muito bem

João Barreto disse...

Acredito que o Dr. barateiro o tenha tratado bem, como acredito que todos em Janeiro de Baixo o tratam bem, com respeito e sobretudo bem recebido, mas ninguém que fez os comentários no qual me incluo o tratou mal. Se interpretou dessa maneira peço desde já as minhas sinceras desculpas.

Luantes Luis Antunes disse...

nada disso meu caro.. longe de mim tal pensamento. as critas aceitam se e discutem se e mais nada. Só retirei a publicação para não criar um mau estar entre a malta. Esteja á vontade amigo acredite que isto é muito salutar

Anónimo disse...

Acredito e continuo acreditar que o amigo Luís irá continuar a publicar algum sobre Janeiro de Baixo quando o entender e continuar a fazer parte deste grupo (MALTA) que por vezes é um pouco "marginal", no bom termo, claro, sobre certos temas que uns gostam, outros não gostam e há aqueles que contestam e outros simplesmente nem fazem uma coisa nem outra...não se pronunciam, mas é um GRUPO de pessoas amigas e que se orgulham de terem nascido nesta bela Terra perdida na Beira, como diz o Tony.

Anónimo disse...

JANEIRO DE BAIXO POR MAIS QUE MUDE É SEMPRE JANEIRO DE BAIXO...

Francisco Simões disse...

" Passem as Férias cá dentro" !