Recomende este blog

São exactamente as nossas raizes culturais, familiares e sociais que nos distinguem.




domingo, 15 de dezembro de 2013

Aí vou eu pela montanha acima

Estávamos na Ponte das Tres Entradas e nada melhor que continuar a viajem aqui para o lado esquerdo a caminho de Vale de Maceira terra da Nossa Senhora das Preces
A este local sagrado continuam a afluir milhares de romeiros por altura das festas em honra de Nossa Senhora das Preces . Lembro me de quando era ainda miudo virmos desde Bogas de Baixo a pé numa extensão enorme por montes e vales até aqui para fazermos as nossas preces á Santa
Além da igreja, templo imponente de 50 m de comprimento por 10 de largura, com cinco altares, sendo o altar-mor votivo à bela imagem de Nª Sr.ª das Preces e com ricas pinturas no tecto, o santuário integra uma Via-Sacra, com figuras de madeira em tamanho real, um chafariz monumental e um coreto.
 O conjunto é envolvido por um parque florestal de raro valor e de onde se desfruta uma panorâmica belíssima sobre a região. Espaço de excepcional grandeza arquitectónica, religiosa e paisagística é, por isso, exemplar único na região
Goulinho
 Estamos tambem perto de um outro local de romaria, que eu conheço pelo nome de Monte do Colcurinho, mesmo lá no alto de um monte da serra do Açor perto de Goulinho
Nesta pequema mais muito airosa aldeia pertencente á freguesia de Aldeia das Dez  concelho de Oliveira do Hospital começa a sentir se aquele aroma sem igual a A mistura de flores de todas as cores
o amarelo da carqueija, o cor de rosa do mato ribeirinho o verde dos pinheiros etc etc por cima de todo este colorido podemos distinguir as abelhas na procura do pólen para produzir o mel e que mel bom deve ser .....
daqui até ao cimo do monte do Colcurinho a  visão que nos oferece esta bela serra do Açor é inconfundivel de verde a perder de vista

Aqui em baixo na encosta é a aldeia da Gramaça e pertinho o Vale do Torno, a panorâmica que se nos oferece na direção de Oliveira do Hospital é soberba  e o ar puro que sentimos a entrar nos pulmões deixam nos com vontade de permanecer aqui sem pressa de ir embora.
embora as estradas não sejam de  grande qualidade é fácil chegar lá ao cimo do Monte Colcurinho que já avistamos nesta imagem
 a uma altitude a rondar os 1242 metros e faz parte da Freguesia de Aldeia das Dez. O seu nome remonta, consoante as versões, à presença dos Lusitanos e dos Romanos. Este monte formou-se há aproximadamente 600 milhões de anos juntamente com a Serra da Estrela

É, provavelmente, um dos locais de onde melhor e, com mais encanto, se pode assistir quer ao nascer, quer ao pôr-do-sol. No alto do monte podemos ver esta capela da Nª Sr.ª das Necessidades,


E pronto  viajem terminada por hoje, fico me por aqui com a promessa de voltar ao vosso convívio com mais algumas partilhas das minhas recordações  calcorreando a serra do Açor

1 comentário:

Anónimo disse...

Belo Blogue
Boa Musicas,boas fotos
Um abraço amigo Luis