quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Descoberto situada a meio da montanha


 Descoberto é uma aldeia da Freguesia de Bogas de  Cima
Concelho do Fundão
Distrito de Castelo Branco


Fotografia

Tambem ela á semelhança de quase todas as aldeias da nossa região, fica
situada das abas da Serra da Gardunha no meio de uma paisagem deslumbrante
Já no meu tempo de  criança se dizia na minha aldeia, Bogas de Baixo, que quando
chovia no Descoberto crescia a ribeira de  Bogas

E isto era pura verdade por  dois motivos distintos , o primeiro é quando chove  a ceu aberto
o que significa  o mesmo que chover a descoberto, e por esse motivo crescem as ribeiras e  os rios
Quando neste caso chovia no Descoberto, como fica num ponto mais  alto que  a minha aldeia,
 se dizia que a ribeira de Bogas crescia
A ribeira de Bogas nasce realmente aqui para as bandas do Descoberto e dos Boxinos, uma outra aldeia da freguesia que publicarei em breve



Sobre o  Descoberto pouco mais terei para escrever a  não ser que por cá tenho passado
muitas vezes sempre com muito prazer.
ja que por aqui continuamos a poder respirar ar puro, deslumbrar a vista com extraordinárias paisagens onde predominam as flores silvestres que nos proporcionam um aroma muito bom e muito particularmente o estômago com os saborosos petiscos que estas gentes tão bem sabem cofecionar

Por exemplo no Café Palmeira e no Café Restaurante Chafariz onde podemos pedir para nos servirem, Maranho, chanfana e outros pratos tradicionais de confecção caseira.
Tenho familia oriunda do Descoberto, e  muitos amigos
Capela do Descoberto
Normalmente é sempre a meio do mês de Agosto que se realizam aqui no Descoberto, as festas em honra da Imaculada Conceição
O Descoberto como as aldeias vizinhas fica muito despovoado durante o ano inteiro
já que as suas gentes emigraram para diversos locais  em Portugal e no Estrangeiro, 
simplesmente porque aqui não há trabalho e  a vida se torna dificil




Olha aqui os meus primos  Silva e José André!!!!!!!!!!!!!!!!!
da Ladeira evidentemente
Fotografia


Nos dois meses Julho e Agosto a  terra fica completamente cheia de descobertenses que
optam por vir passar férias á sua aldeia

Desafio as gentes do Descoberto que terão muito mais a dizer sobre a sua aldeia, deixem aqui os vossos comentários e  algumas emendas se  for o caso
Falem da vossa aldeia

PS:  a titulo de correção aqui deixo o comentário de um amigo


Bom dia amigo Luis, tudo o que diz do Desberto está certo, embora as gentes do descoberto possam confirmar com mais conhecimento de causa. No entanto uma pequena correção. A festa que é celebrada no dia 15 de Agosto de todos os anos, é, não em louvor da Imaculada Conceição, mas de Santa Barbara, a padroeira dos mineiros e protectora nas trovoadas.
Um abraço

Obrigado amigo
abraço

Afinal amigo Zero,  nem eu nem o meu amigo temos razão
afinal a Iria Gonçalves informou me que a festa é em honra de Nossa Senhora do Desterro
Aqui fica a correção e os agradecimentos á nossa amiga Iria Gonçalves

4 comentários:

ZERO disse...

Bom dia amigo Luis, tudo o que diz do Desberto está certo, embora as gentes do descoberto possam confirmar com mais conhecimento de causa. No entanto uma pequena correção. A festa que é celebrada no dia 15 de Agosto de todos os anos, é, não em louvor da Imaculada Conceição, mas de Santa Barbara, a padroeira dos mineiros e protectora nas trovoadas.
Um abraço

ZERO disse...

Bom dia amigo Luis, tudo o que diz do Desberto está certo, embora as gentes do descoberto possam confirmar com mais conhecimento de causa. No entanto uma pequena correção. A festa que é celebrada no dia 15 de Agosto de todos os anos, é, não em louvor da Imaculada Conceição, mas de Santa Barbara, a padroeira dos mineiros e protectora nas trovoadas.
Um abraço

ZERO disse...

´È capaz de ter razão. No descoberto convivem em harmonia a Santa Barbara e a Nª Sra. do Desterro. É possivel que a festa de Agosto seja a da Sra do Desterro e a que fazem no inverno seja a de SªBarbara. Então fui eu que fiz confusão.

Luis Antunes disse...

As fotos fazem parte daquele pequeno passeio que fizemos entre a Malhada e O Maxial