Recomende este blog

São exactamente as nossas raizes culturais, familiares e sociais que nos distinguem.




quarta-feira, 4 de julho de 2012

Aqui é Bogas de Cima

Ah pois, estando nós  em Bogas do Meio é facil chegar mos até  aqui em poucos minutos
Das  tres Bogas esta é a  que fica mais perto das estrelas que brilham por  cima desta airosa aldeia
Igreja Matriz de Bogas de Cima que tem São Jerónimo como seu patrono embora se chegasse a pensar que seria São Gregório

Parece que antigamente quando compraram as imagens para B. de Cima .e para a M.Velha, houve uma troca porque a imagem de S.Jerónimo que veio pra Bogas,  era pequena, e então ficaram com o S.Gregório que era já uma imagem maior e mais bonita

Só  há poucos anos ( já nos últimos anos da direção do Pe António) é que se resolveu comprar uma imagem de S.Jerónimo, para terem a imagem do padroeiro


A Freguesia de Bogas de Cima, situa se tambem nas abas da Gardunha, concelho do 
Fundão
Distrito de Castelo Branco

É composta pela sede  Bogas de Cima e pelas anexas Bogas do Meio, Malhada Velha

Boxinos e Descoberto


Faz limite com as freguesias de Lavacolhos, Barroca, Bogas de Baixo e Castelejo do 

concelho do Fundão e  ainda com as freguesias do concelho de Castelo Branco, 

São Vicente da Beira e Almaceda

 Dista 32 km do Fundão, 43 km da Covilhã e 81 Km de Castelo Branco.


casa redonda em bogas de cima!!!

Restaurada  e transformada na sede da Pinus Verde
O Chafariz da Videira onde algumas vezes matei a sede  
Com a  sua traça antiga embora com alguns arranjos artisticos na parede
Algum casario antigo nesta simpatica localidade Bogas de  Cima

Bogas de Cima como sede de freguesia tem  os serviços gerais da Junta de Freguesia e  ainda, o Lar de Idosos (lar de Nª. Srª. de Fátima), a sede da Associação Pinus Verde, um mini posto de correio, posto médico. E como espaço de convívio tem o Clube Desportivo Boguense.
Tem ainda uma oficina de serralharia e um empreiteiro da construção civil
Em Bogas de Cima se  não estou errado realiza se uma grande festa em honra de S. Sebastião na sua capela  ao cimo da Aldeia,  regra geral costuma ser no primeiro fim de semana de agosto, como aliás acontece em algumas outras aldeias vizinhas para poderem ter já no seu convivio as muitas dezenas e até centenas de emigrantes espalhados pela Europa  e  muitos outros por diversas regiões de Portugal
embora se lhe faça também uma festa mais pequena por volta de 20 de janeiro

1 comentário:

Anónimo disse...

Parabéns ao autor deste blogue pelo excelente trabalho de divulgação destes lugares magnificos com gentes trabalhadoras e sempre disponiveis a acolher os seus visitantes
boa continuação