Recomende este blog

São exactamente as nossas raizes culturais, familiares e sociais que nos distinguem.




domingo, 20 de maio de 2012

Janeiro de Baixo aqui tão perto


Janeiro de Baixo




Uma forte identidade cultural, levou esta terra a preservar tradições  distantes tais como
O Bodo junto à Capela de S. Sebastião, a 20 de Janeiro de cada ano. A Visita Pascal com a recolha do folar e a procissão em louvor do Divino Espírito Santo são outras manifestações da religiosidade dos habitantes desta freguesia.
A freguesia de Janeiro de Baixo   está implantada  junto ao rio Zêzere, pertence ao concelho de Pampilhosa da Serra  e faz fronteira com o concelho de Fundão ou seja com as Freguesias de Bogas de  Baixo e Janeiro de Cima
Aqui a  mesa é farta com a afamada Chanfana , maranhos e  cabrito assado no forno. bem como uma grande e saborosa gama de enchidos tradicionais das familias da região
Janeiro de Baixo foi comenda da Ordem de Cristo e pertenceu às comendas do padroado real. Em 1600 foi avaliada em 100 mil réis, em 1882 deixou de pertencer à diocese da Guarda passando para a de Coimbra e em 1885 passou do concelho de Fajão para o da Pampilhosa da Serra.

A  freguesia é constituída pelos lugares de: Brejo de Baixo,

 Brejo de Cima,

Casal da Lapa, onde podemos desfrutar das diversões e das paisagens da barragem de Santa Luzia

Esteiro,


Janeiro de Baixo,

 Machialinho e  a  sua capela,

 Porto de Vacas,

 Safra,  e Vale de Abutre. das quais não possuo imagens
e  ainda


Souto do Brejo


Janeiro de Baixo  tem a sua igreja colocada à entrada da povoação e é precedida de um adro. A porta da fachada principal é de verga curva, dominada por uma janela também de verga. A torre está adossada do lado direito e é rematada piramidalmente. 
O titular da igreja é São Domingos, cuja festa se realiza em Agosto

Ruas onde as casas quinhentistas mostram ainda em algumas janelas floridas

Situa se á beira das alcantiladas margens  onde core o rio Zêzre.
Corre!! é como quem diz....pois o açude  e  a praia fluvial que tambem são locais de travessia para o Urgeiro e Bogas de Baixo encarregam se de refrear a corrente. Mas o espetáculo é imperdivel
Até pode ser que alguem nos convença a dar uma volta de barco e desfrutar de um ambiente inesquecivel

Faça se á estrada e  venha até Janeiro de Baixo e  dê uma ultima olhadela do alto do Penedo Mosqueiro e aviste o coração de Portugal
Mas pode ficar a conhecer muito mais da história de Janeiro de Baixo se entrar na sua página oficial

Sem comentários: