Recomende este blog

São exactamente as nossas raizes culturais, familiares e sociais que nos distinguem.




segunda-feira, 30 de abril de 2012

Festas com Sabor Português na região de Paris

Durante este mês de Maio vão realizar se na região de Paris,
alguns eventos  que serão concerteza organizados por emigrantes
nossos conterrâneos
Assim sendo, vou publicar a titulo de divulgação para os meus conterrâneos
e para todos os portugueses que se queiram deslocar até  aos locais onde estas festas se vão realizar,alguns programas dessas  mesmas festas


Esta é uma paisagem aérea de St Ouen L'Aumône, cujo evento se trata de um Jantar dançante
organizado pela Associação Portugal em Festa

Depois vão tambem ter oportunidade de assistir aos festejos de Nossa Senhora de Fátima em
Argenteuil

Esta é uma belissima imagem de Argenteuil

Mostro vos agora a programação de uma outra festa que se vai realizar no mês de Junho mais precisamente no dia de Portugal e das comunidades em
Persan
cujo programa é o seguinte
Ainda neste mês de Maio, um outro evento vai ter lugar em ORSAY este com a  actuação de um rancho da nossa região da nossa terra, O rancho Folclorico do Orvalho
Nesta festa estarão por isso as mãos e o entusiasmo de gentes de Bogas de Baixo
Com esta bela paisagem de ORSAY á beira do rio Yvette, apresento vos a seguir a sua programação
E para terminar esta minha mensagem de hoje, apresento vos tambem a programação de uma outra festa de Portuguses que se vai realizar em DOURDAN
de cula cidade vos ofereço esta belissima imagem
e a  seguir a programação da festa que concerteza a par de todas as outras que são  projectadas e  realizadas por portugueses irão de certo ser um êxito
Esta vai ter tambem um grande acordeonista cá do Burgo por todos conhecido aqui na região
o nosso conterrâneo Rui Alves
E pronto, atodods vós desejo optimos momentos passados nas vossas recordações da nossa terra natal o nosso querido Portugal


sexta-feira, 27 de abril de 2012

"À descoberta das Aldeias de Xisto na Beira Interior"


Pela segunda vez consecutiva, a delegação norte do Grupo Desportivo do Banco Espírito Santo escolheu uma proposta da Simply b para o seu passeio da Primavera. Para além do enquadramento histórico, etnográfico e religioso da região, o grupo teve oportunidade de conhecer duas das aldeias de xisto mais peculiares da Beira Interior: Martim Branco e Janeiro de Cima
Sendo este blogue um grande dinamizador para adivulgação das actividades, usos e costumes das nossas gentes,tendo tambem por missão partilhar tudo o que diga respeito ás nossas raizes, não podia deixar passar em claro este evento e decidi partilha lo com todos os meus visitantes e leitores VEJA AQUI AS IMAGENS QUE ILUSTRAM O EVENTO
Poderão deliciar se apreciando as imagens de tradições, casario em xisto, trabalhos artesanais e muito mais em algumas das localidades da nossa região, destacando se a Martim Branco e Janeiro de Cima.................................................................................................................................................................................................................................................................... As imagens são da Simply b

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Imagens que dá gosto ver

Diversos recantos da Serra da Gardunha com imagens captadas pela objectiva de A-Trilhos e Aventura
Uma imagem da serra vista dos lados da Lardosa-Soalheira A Serra já daqui nos oferece um aspecto desolador pela falta de vegetação infelizmente mãos crimonosas teem vindo de ano para ano destruindo todo o Vasto arvoredo que a nossa serra tinha
Para se atravessar o regato nada melhor que um pontão á moda antiga no meio de uma paisagem verde já que aqui passa agua daquela que abastece a barragem da Cotifa
Da vasta floresta que antes cobria a serra da gardunha restaram estes tres solitarios pinheiros que tiveram a sorte de não terem sido consumidos pelos incendios que a teeem assolado
Nesta imagem de rara beleza podemos ver a Casa do Guarda com a estrada serpenteando na direção de Alcongosta mais abaixo todo aquele vale que se chama Cova da Beira avistando se Alcongosta ali em primeiro plano podendo ainda avistar-se Alcaide, Fatela, Valverde etc etc
Uma visão do Parque éolico da Gardunha que se estende até ao cabeço Zibreiro por cima da pequena aldeia de ADGERALDO assomando para as encostas da Ladeira Bogas de Baixo Malhada Velha Boxinos e Açor
Mesmo assolada por varios incendios, a serra da gardunha possui ainda uma flora variadissima onde sobressaem as Giestas com as suas lindas flores amarelas ou brancas, as estevas que na Primavera são um encanto de regalar a vista e muitas outras belas espécies espalhadas um pouco por todo o lado

sábado, 21 de abril de 2012

Dia Mundial da Floresta

Comemorou se hoje em todo o mundo o dia Internacional da floresta. No nosso país infelizmente a nossa floresta tem vindo a desaparecer a grande velocidade Muito por culpa de mãos criminosas ou desleixo de alguns que ateiam incendios, uns por outros para daí tirarem algum proveito monetário.
Há ainda aqueles que fazendo queimadas nas suas hortas, não o fazem com a segurança devida e acabam por provocar grandes incendios de elevados prejuizos Temos que preservar o que ainda resta da nossa floresta
e para isso há uma série de maneiras para que isso possa acontecer Se for a conduzir ou como ocupante não atire fósforos nem pontas de cigarro pelas janelas.   Se entrar numa floresta não fume.   Não faça fogueiras na floresta nem na sua proximidade. Existem locais apropriados para esse efeito.   Ao terminar o seu piquenique não abandone os lixos, recolha-o e deposite-o nos locais e contentores próprios. Deixe a floresta como a encontrou. Não se esqueça que ela é de todos!   Para a realização de uma queimada (uso do fogo em espaços rurais para renovação de pastagens), em qualquer mês, tem que pedir autorização prévia ao Governador Civil, do Distrito    Se detectar um incêndio, não hesite em telefonar para a Linha de Alerta de Incêndio – 117 - de forma a avisar as entidades competentes. O seu aviso poderá ser fundamental para que acorram atempadamente ao local do fogo.  
Participe activamente na vigia e protecção das florestas. Existem várias iniciativas nesse sentido a nível nacional, como o projecto “De Olhos na Floresta” que a Associação Quercus promove. Este projecto pretende constituir uma rede de cidadãos, a nível nacional, que estejam atentos às situações de risco de incêndio na floresta e informem as entidades responsáveis pela prevenção e combate A nossa região tem sido bastante martirizada com incêndios
A Serra da Gardunha já por varias vezes ardeu e não há ano em que isso não aconteça Temos o Fundão equipado Com uma belissima corporação de Bombeiros com alguns quateis delegações espalhados pelo concelho Caso de Silvares ou Soalheira, mas isso não chega
teremos que ser nós a estarmos bem atentos a tudo o que se passa em nosso redor para que ao primeiro sinal de incendio possamos aciona os meios disponiveis ao seu combate Vamos preservar o que resta da Serra da Gardunha e montes como o Cabeço Sobreira ou a serra da Maunça

quinta-feira, 19 de abril de 2012

RETROSPECTIVA

Com 200.000 visualizações, 540 comentarios, e 102 seguidores, esta pagina ultrapassou todas as minhas espectativas Já que tem a finalidade de divulgar uma das aldeias entre as mais pequenas de Portugal. Bogas de Baixo é uma freguesia do concelho do Fundão, que muita gente espalhada pelo mundo, ficou a conhecer virtualmente pelo menos, com a contribuição deste blogue
Estou feliz por isso, e tambem porque assim escrevendo e publicando imagens do meu sitio me sinto mais perto dessa linda aldeia que me viu nascer.
Continuarei a ser pressistente na divulgação das minhas raizes, o que implica mencionar e divulgar tambem as aldeias ao redor que fazem parte duma zona lindissima como o Cabeço de Sobreira, a serra da maunça e todo o resto que faz parte da Gardunha
Infelizmente esta piscina Fluvial está praticamente desactivada mas nasceu a ideia de uma piscina publica que o saudoso António Roque construiu para diversão dos boguenses que nos meses do Verão se multiplicam em visita á terra natal.
Além dessa obra muitas outras foram iniciadas ou concluidas durante o seu mandato de Presidente da Junta de Freguesia Outras recordações postadas neste blogue QUE PODEM SER CONSULTADAS AQUI
E assim continuarei a recordar algumas das histórias da minha juventude e tentar acompanhar a evolução das aldeias que se situam aqui no sopé da serra da Gardunha

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Nas margens do Zêzere (Janeiro de Cima)

Hoje vou fazer uma pequena viagem pelas margens do Rio Zêzere aqui na zona do pinhal Concelho do Fundão (sul) e Pampilhosa da Serra (norte) Com fotos da (Odete Martins) inicio a viajem no Canal um pequeno lugarejo que foi habitado por uma ou duas familias, que se espalharam pela região onde constituiram familias A quinta do Canal fica sobre o rio Zêzere com paisagens magnificas, lugar a merecer uma visita
Esta imagem é suficientemente esclarecedora daquilo que atraz escrevo sobre o Canal Descendo pela margem esquerda do rio que pertence ao concelho do Fundão, avistamos pouco depois Porto de VACAS uma simpatica aldeia na margem direita do rio ladeada de campos e pinheiros pertencente ao concelho da Pampilhosa da Serra
Continuando a descida á beira do Zezere deparamo nos com a bonita e airosa aldeia do Esteiro tambem pertencente ao concelho da Pampilhosa e onde existe a central hidroelétrica da barragem de Santa Luzia e a imagem que se segue dá nos uma visão magnifica do Rio passando ao lado do Esteiro
Administrativamente, a aldeia de Esteiro pertenceu ao antigo concelho de Fajão, extinto em 24 de Outubro de 1855, ano em que foi integrado no de Pampilhosa da Serra. Hoje faz parte da freguesia de Janeiro de Baixo, o Esteiro foi no passado um pequeno lugarejo que evoluiu e aumentou de população com a construção da hidroelétrica
continuando sempre para sul eis nos chegados a Janeiro de Cima, aldeia sobejamente conhecida pelas suas tradições, para além da boa comida, a sua praia fluvial, casas antigas devidamenre recuperadas do Xisto, as suas gentes e as s8uas paisagens
As mulheres de Janeiro de Cima tratando do linho que foi criado nas margens do rio
Imagens das barcas que ainda hoje fazem a travessia do Zezere em Janeiro de Cima, a sua praia fluvial, os seus campos á beira rio sempre bem cultivados e uma antiga casa bem recuperada Para cvonhecer ainda melhor Janeiro de Cima clique sobre o link que aqui vos deixo Imagens de Janeiro Estou mesmo a chegar á minha freguesia Bogas de Baixo, Urgeiro com vistas lindissimas sobre o rio e sobre Janeiro de Baixo é uma pequena anexa de Bogas de Baixo onde a sua ribeira desagua no Zezere
Ribeira de Bogas quase quase a chegar ao seu local de acasalamento com o rio Zezere
A quinta do Lenteiro de um lado da ribeira de Bogas com a quinta do Fojo á vista na margem contrária, quinta essa que me traz belas recordações e que hoje se encontra em ruinas provocadas pelo incendio que assolou estes lugares num passado recente
E hoje fico me por aqui, até ao proximo passeio