quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Longe da aldeia natal

Hoje é quinta feira dia 4 de Novembro, e sentado aqui frente ao meu computador, não sabia se deveria escrever alguma coisa.
De repente lembrei me de escrever algo sobre a minha segunda terra que a par do Fundão, é Faro a capital do Algarve
Para aqui vim ainda miudo aos 10 anos de idade, para estudar. Fiquei cá poucos anos mas regressei para fazer o serviço militar, gostei e acabei por me radicar aqui a viver com a familia. primeiro com os filhos mas depois casaram e cada um foi para onde sentiu que estava bem
Hoje passado muitos anos sinto que esta é a minha segunda terra, não a que viu nascer mas a que me viu crescer
Por isso, e em Homenagem a esta belissima cidade vou vos presentear com algumas imagens para que possam ficar a fazer uma ideia mais aproximada daquilo que disfrutamos cá. (isto para os que não conhecem)

São Tomaz de Aquino principal entrada para a cidade velha , para o seminário e para a Sé de Faro
Eu e a minha cara metade na baixa de Faro concerteza a fazer as compras de Natal
Rua de Santo António por alturas do Natal, esta rua está especialmente reservada ao comércio tradicional e a peões

Este ano o mar deixou a ilha de Faro em muito mau estado com montes de areia por todo o lado e muitas casas muito mal tratadas pelas ondas que chegaram a inundar parte da Ilha

A praia na Ilha de Santa Maria entre a Ria Formosa e a cidade, podendo tambem ver se o aeroporto pelo meio
A Muralha da cidade Velha pelo lado do largo de S. Francisco
Esta é a Igreja do Carmo com um interior riquissimo


A antiga Doca d e Faro hoje transformada numa bela Marina muito concorrida
frente ao Jardim Manuel Bivar e ao Seminário ond e estudei

3 comentários:

rosa-branca disse...

Ao Fundão só fui uma vez e a faro também. Lindas as suas fotos. Adorei. Beijos com carinho

Anónimo disse...

Caro amigo Luis tambem ai tenho familia da parte da minha cara metade a minha sogra era algarvia mais propriamente do Barrocal tenho tios e primos em Faro e primos em Loulé e Quarteira mas Só vou ao Algarve uma Vez por ano vou num dia e venho no outro o reboliço das cidades não é o meu forte mas cada um é como é e saber respeitar as ideis de cada um é muito bonito e eu gosto.
Um abraço
Voz do Goulinho
António Assunção

Anónimo disse...

Хорошая статья, как скоро ожидается публикации нового материала и вообщем стоит ждать ?