Recomende este blog

São exactamente as nossas raizes culturais, familiares e sociais que nos distinguem.




terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Filhós á moda da minha terra

Hoje deu me para escrever sobre um produto que adoro
Desde muito pequeno que me recordo d e assistir á confecção das filhós de Natal pelos meus pais
Ultimamente deixaram de ser de Natal para serem de todos os dias que apeteça
Hoje em dia toda a gente sabe o que são filhós e como s e fazem. Mas não deixo por isso de vos informar como são feitas


Ingredientes:
20 g de fermento de padeiro
1 dl de leite
750 g de farinha de trigo
1 c. de chá de sal
8 ovos
1 dl de azeite
1 dl de aguardente bagaceira
azeite para fritar
300 g de mel
1 dl de água
açúcar fino q.b.
canela para polvilhar


Preparação:
Dissolve-se o fermento no leite morno e junta-se um pouco de farinha e o sal. Mistura-se de modo a obter uma massa branda.

Deixa-se repousar durante 15 minutos. Deita-se a massa num alguidar, adiciona-se um pouco de azeite e três ovos batidos.

Mistura-se tudo bem, batendo com a mão aberta. Depois, juntam-se o restante azeite, a aguardente e os ovos que restam, amassando, ou melhor, batendo a massa.

Esta deve ficar mais branda do que para o pão. Sendo necessário, adiciona-se um pouco de leite. Abafa-se a massa e deixa-se levedar durante 4 horas em local temperado.

Depois, põe-se o azeite no lume e com as molhadas em azeite tiram-se bocados de massa do tamanho aproximado de um ovo, estica-se a massa numa rodela o mais fina possível, fazendo-lhe buracos com as pontas dos dedos.

Introduz-se os filhós no azeite e, com um garfo comprido, força-se a manter a forma para os lados, esticando-a, pois a sua tendência será de crescer para cima.

Depois de loura dos dois lados, põe-se a escorrer sobre papel absorvente. Isto deve ser feito com muita cautela, pois as filhós apresentam-se finas e esburacadas.

Frita toda a massa, deita-se o mel com a água num tacho e deixa-se levantar fervura.

Reduz-se o calor e, com ajuda de 2 garfos compridos, passam-se as filhós pela a calda, ao mesmo tempo que se vão introduzindo em travessas ou panelas e polvilhando com açúcar e canela.

Pode omitir-se a calda. Ao contrário do que acontece habitualmente com os fritos, estas filhós ficam mais tenras à medida que os dias passam.
Por acaso são servidos?

8 comentários:

Francisco Vieira disse...

Ora viva! Boa noite! Como esta o meu amigo? Essas tradicoes muitas nossas valem ouro. Um abraco para si

M. Lourdes disse...

Já estão prontas?
Eu já comia uma ainda mornimha.
Beijinhos

Joaquim Angelo disse...

Bom dia amigo Luís, bom apetite, ao pequeno almoço com o café já foi uma filhó. Obrigado pela receita.

zero disse...

Por acaso são servidos?
Por acaso só aceitamos com os olhos e imaginamos o paladar que devem ter. Mas que têm bom aspecto, lá isso têm.Obrigado pela receita,que só difere da nossa no açucar,nós adicionamos um pouquito na massa, mas isso são pequenos pormenores.Amigo Luis, para vocês um abraço nosso e os votos de um SANTO e FELIZ NATAL-

Anónimo disse...

Olà Luis!

Miam miam! que bom, nao hà ai nessa mesa!!! Bom apetite e aproveitem bem!
beijinhos!
Elsa

nilde disse...

obrigado pela receita das filhos

be disse...

華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,

Anónimo disse...

gostei muito da receita - obrigado! Por favor deia comprimentos a nossa prima Maria jose - e prima da minha mae, Maria dos Santos Carvalho (ja falecida)da Relvas. f_badke@yahoo.ca