sexta-feira, 3 de julho de 2009

A agricultura que temos na nossa aldeia



Sustentada tradicionalmente na agricultura, como meio de vida economico para os seus habitantes, Bogas de Baixo como tantas outras aldeias ve se agora condenada à morte pela redução rápida e definitiva da actividade agrícola como meio de sustento da sua população.
O despovoamento brutal da aldeia nas décadas de sessenta a noventa sobretudo devido á forte emigração para varios paises da Europa e até mesmo para varias partes de Portugal fez com que a maior parte das terras potencialmente cultiváveis da nossa aldeia ficassem semi-abandonadas .
Assiste-se actualmente a uma emancipação global do espaço da vida, isto é, a uma emancipação do papel socio-económico, cultural e político, do indivíduo relativamente ás suas raizes e aos seus locais. E a partir desta realidade acho que deveriamos repensar o modo de vida da aldeia. A qualidade de vida que se goza em Bogas, o equilíbrio social e ecológico que a caracteriza, são factores de atracção para muitos que podem ainda desenvolver esta actividade. Mesmo com outra pofissão em meios urbanos.

Mesmo estando realmente condenada a morrer a actividade agricola em Bogas, existem ainda algumas pessoas que teimam em preserva la á custa d e muitos sacrificios

e Hoje quis tambem fazer esta pequena homenagem ao nosso amigo Luis Barata que em cima do seu tratctor regressa com a sua esposa de mais um dia de labuta na preparação das terras para possiveis sementeiras

Mas alem do Luis Barata que eu consegui captar com a minha objectiva, existem ainda em Bogas mais uma meia duzia de tractores e outros tantos boguenses a tratar a terra como ela merece


( clique nas fotos para ver em tamanho real )

4 comentários:

Anónimo disse...

Luis é de facto uma pena que as nossas terras que outrora eram jardins de cultoras hoje muitas das nossas leiras e prados estejam a dar amoras silvestres é triste mas é o avanso galupante das novas tecnologias ( para quê semiar se no supermercado á tudo à venda e fica-me mais barato é o que se ouve dizer aos moradores que nas nossas terras ainda vivem principalmente os mais novos )mas meus amigos e a qualidade onde é que ela está ´tudo feito á preça quando está no prato amigos não sabe a nada!...
voz do Goulinho
António Assunção

Anónimo disse...

Sou um boguense de corpo e alma
é com o maior parzer que entro neste espaço dedicado á minha terra
È muito bom recordar e ver gentes e costumes desta nossa linda aldeia
Só apelo para o criador deste blog que conheço muito bem, que continue a fazer nos recordar muitas coisas que até já haviamos esquecido e sabe muito bem revive las em pensamento
obrigado pelo blog que esta bem feito com imagens lindissimas alem d e nos fazer ouvir sempre musica popular do nosso Portugal
um abraço
PJ

Anónimo disse...

Olà Luis!
Mais uma vez, umas belas imagens da nossa aldeia. Claro que hà muito menos cultivos na terra mas é sempre lindo ver um chao de batatinhas ou um de milho maduro...
Xau até breve,
Elsa

be disse...

華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,