terça-feira, 23 de junho de 2009

Arraiais de S João

Hoje é noite de S. João e por todo o País, nuns lugares menos, noutros mais se festeja o S João com muita sardinha assada, vinho muita folia
Já o ano passado escrevi estas coisas, mas nisto d e recordações até gosto de me repetir
Talvez pelo que isso representa na imaginação das nossas gentes, na noite de São João, que como todos sabemos é de 23 para 24 de Junho, as raparigas cá da terra cumpriam a tradição de ornamentar o chafariz, que ainda hoje existe no mesmo lugar que sempre chamamos de largo do chafariz, com vasos de plantas e de flores que para ali transportavam de qualquer local onde os encontrassem.
Muita gentinha se zangava por lhe levarem os vasos,
embora a maior parte do povo aceitasse bem a brincadeira deixando levar os vasos
desde que voltassem a colocá-los no mesmo sítio de onde os tiraram,
e isso era regra geral o que acontecia sempre que a noite e dia de S joão chegavam ao fim
para alem disso lembro me de assistir algumas vezes á queima do mastro tambem erguido sempre junto do chafariz
Os mais velhos ainda se lembrarão que á semelhança do que se fazia noutras aldeias vizinhas da beira baixa e beira litoral,a malta jovem tinha por habito
erguer um mastro no largo principal da povoação,sempre no largo do chafariz frente á taverna do ti Zé Antonio na noite de São João.
A rapaziada partia em busca dum pinheiro ali pelos arredores de Bogas
e ao encontrarem um bem direitinho e de maior altura vinha abaixo rapidamente .
ali no local limpavam o dito das suas pernadas e ramagem transportavam-no em ombros, no meio de grande alarido, para o local onde o iriam erguer.
Revestido de palha em todo o seu comprimento e colocado no topo um cântaro de barro, preso por um nagalho,dentro do qual se havia introduzido um gato, normalmente apanhado distraído,depois da rapaziada ter percorrido a povoação à procura do bichano
Ás vezes quando se tentava apanhar este ou aquele gato trazia algumas dificuldades
mas acabava normalmente por ser bem sucedida, embora houvesse frequentes discussões
com os donos dos bichanos que eram apanhados.
Terminadas todas estas tarefas, o mastro era então erguido ao alto e a sua base enterrada num buraco que entretanto havia sido preparado para tal finalidade.
Deitava-se então fogo à palha que o revestia, o lume facilmente alastrava e não tardava a subir mastro acima, acabando por queimar o nagalho que prendia o cântaro,
lá no alto, e perante a gritaria da rapaziada e regozijo, essa vasilha de barro caía estrondosamente no solo, partia-se em cacos, e o pobre gato, chamuscado
e aterrorizado, corria velozmente à procura dum ambiente onde a temperatura fosse mais agradável.
----------------------------------------------------------------------------------
E como estamos em noite de S. João, nada melhor que um cheirinho a manjerico com a musica de fundo a rimar

6 comentários:

Lourdes disse...

Olá Luís.
Eram engraçadas as tradições das nossas aldeias. Também no Sobral Magro se "deitava o gato ao pinheiro" na noite de S. João. O "roubo" dos vasos era mais usual na sede de freguesia, em Pomares, mas creio que era na noite de Santo António.
Continuem a manter as tradições. Ela são parte da história das nossas pequenas aldeias.

Luis Antunes disse...

Ola Lourdes
realmente já lá vão tantos anos que já serei bem capaz de trocar o santo antonio pelo S João mas lembro me de todas essas brincadeiras
hoje tambem se brinca e embora muitas coisas já não se usem, a tradição MANTEM SE VIVA

Osvaldo disse...

Caro Luis:

Só para escutar a beleza de música que acompanha o post de São João, já valeu a pena por cá passar.

É verde que o Sâo Joâo, como toda as festas dos Santos populares, sempre tiveram imensa tradição nas nossas terras.

Espero que essas tradições se mantenham porque a memória também faz parte da cultura de um povo...

Belo post, amigo Luis Antunes.

Um abraço e boa Festa de São João.

Osvaldo

Maravilhas que eu faço disse...

Obrgada pela sua visita, apareça sempre, é um prazer ter parceiros. Essa cidade é muito bonita e encantadora, gostei, pena que é tão longe, quem me dera conhecer portugal, um dia, quem sabe...
Abraços,
Delba

Anónimo disse...

Vamos saltar a fugueira
E rebentar um balão
Que em casa ninguem fique
É dia de São João.

Santo António cá na serra
Na capelinha do Monte
Parte as Bilhas às raparigas
Quando elas vão à fonte

São Pedro que traiu Cristo
Mas Jesus lhes perduou
E numeou Pedro para Papa
Na Igreja que criou.

ALA Poemas

António Assunção

be disse...

華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,