sábado, 29 de setembro de 2007

OS PRÓS E OS CONTRAS


Ao chegar a Bogas de Baixo, onde nasci e passei alguns anos da minha infancia , todas as filosofias, metodologias, teorias, snobismos, exibicionismos e outras idiotices terminadas em -ismos caem por terra;distando apenas alguns kms da cidade e a sensação que se experimenta é de total liberdade:
Nesta aldeia, respira-se o ar puro de uma tarde solarenga de Outono, ar que cheira ao canto dos pássaros e as arvores nos oferecem frutos selvagens de sabores exóticos
Mas a vida na aldeia não é um paraíso, entendamo-nos! Também há preocupações: com a falta de água em anos de seca, ou as inundações que destroem muros, hortas e até casas,as sementeiras, as colheitas, o gado. Agora tambem com o problema dos mais idosos não terem as mesmas condições da juventude para se deslocarem aos grandes centros fazer as suas compras, Valha-nos o padeiro ou mesmo o peixeiro que de vez enquando fazem uma visitinha e as pessoas se abastecem, o comércio de aldeia tem que ser por carolice pois os lucros não me parece que cubram as despesas.
Mas há um não-sei-quê naquelas pessoas que, ao Domingo vestem o seu melhor fato para ir à missa, depois de uma semana de trabalho ao sol ou à chuva, que me dá uma sensação de paz interior e de intensa e profunda tranquilidade! Digamos que, para mim, ir à aldeia é poder aconchegar me de novo no colo de minha mãe sem medos, usufruindo do aconchego e do calor protector de seus fortes braços.

Já passaram muitos anos e as recordações não param
É por essa razão que me dá uma sensação de grande regozijo quando escrevo ou leio algo sobre esta linda aldeia perdida nos Vales do rio Zêzere por entre as serras da Gardunha do Moradal e do Penedo Mosqueiro

Um local maravilhoso a não perder de vista

7 comentários:

pedro disse...

ora bem
isto tem que se dizer pois a aldeia de bogas de baixo cada vez esta a ficar mais desertica e idosa pois a malta nova ou bem sai para o estrangeiro ou entao para as cidades de portugal a procura de situaçao profissional e financeira melhor
assim como os nossos pais fizerao tambem

mas temos que ver a maneira de nunca esquecer nossas raizes e de vez enquanto ir rememorar ou refrescar nossa memoria a bogas de baixo

e para isso ser possivel temos nos "surfers" deste blog dar ao conhecimento aos outros descendentes das nossas bogas de baixo que ainda nao o conhecem

para este blog continuar a viver e ser atraido eu peço aos " surfers" de aqui deixarem muitos comentarios e imgens da nossa terra
e so assim o blog podera ser verdadeiramente o blog de todos os boguensses


obrigado a todos os participantes e ja agora un abraço cheio de saudades de bogas

Fabiano Roberto disse...

nenhum lugar neste planeta é um paraíso, porém o mais importante não é o que está a nossa volta mas dentro de nós

Entretanto é sempre maravilhoso voltar a um lugar que gostamos e melhor ainda se podemos encontrar um pouco de ar puro

a.bad.girl disse...

Bogas de baixo é mesmo um lugarzinho no paraiso! Nem parece ser portugal :)
um bjinho
Bad

Anónimo disse...

"A minha terra é Bogas de Baixo,
outra nao acho, que seja igual
como o ela, nao hà outra,
na Beira Baixa de Portugal..."

Acho que a maior parte dos Boguenses conhecem este refrao...

Nunca esquecer as suas raizes, é a minha filosofia...
Elsa

Anónimo disse...

não conheço bogas de baixo,
nem tão pouco sabia da sua existência.

Agora uma coisa é certa, se existissem mais blogs como este,
todos iríamos ficar a conhecer mais "paraísos" como este.

Um grande Bem Haja para o criador deste blog!

Tania disse...

BOGAS DE BAIXO E' A MELHOR TERRA DE PORTUGAL !!

be disse...

華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,