Recomende este blog

São exactamente as nossas raizes culturais, familiares e sociais que nos distinguem.




sexta-feira, 31 de agosto de 2007

A propósito das obras no açude do Covão em Bogas de Baixo

Foi isto que me despertou a atenção quando estava a desfolhar as paginas do Jornal do Fundão.
Eu não vou ser muito longo porque para mim isto nem tinha razão de ser
Quando é que ja se viu que um pouco de milho semeado e pelo que sei nem sempre é semeado, pertença de um boguense é considerado um bem publico que tem que ser salvaguardado, e uma piscina fluvial para bem de toda a população e seus visitantes teria que ser relegada para segundo plano
Aqui só pode haver má fé do propritario do terreno que não vê com bons olhos o salto qualitativo que este prsidente de junta implementou em Bogas de Baixo A terra que há pouco mais de meias duzia de anos era bem pior
Senhor propritario do milho do Covão, deixe se de esquisitisses compre um motorzito de rega e continue a regar o seu milho
A junta até é capaz de ajudar, e deixe Bogas seguir na senda do progresso
para bem das suas gentes, que teem todo o direito de usufruir desse bem publico dado que estão a mais de 200kms da costa e por isso a sua maioria não tem possibilidades de ir á praia e não possuem piscinas particulares. Eu estou apenas a defender a maior parte do povo de Bogas, alguns terão todas essas comodides e ainda bem.
Aqui mostro o local do Covão com o célebre milho pelo que me dá a entender sem falta de agua
foto gentilmente enviada por uma emigrante de Bogas de Baixo

quinta-feira, 30 de agosto de 2007

De FARO para BOGAS de BAIXO e resto do MUNDO

Hoje resolvi escrever algo sobre a terra onde vivo e que conheço desde criança
Pois foi para Faro que vim estudar no Seminário
fachda do Seminário de S. José em Faro
Evidentemente que cedo notei não ser essa a minha vocação e abandonei o Seminário poucos anos depois
De qualquer forma gostei de estar cá
E hoje alguns dos meus antigos colegas também oriundos das Beiras são párocos em diversas freguesias do Algarve.
Mais tarde regressei ao Algarve mais propriamente a Faro onde passei a residir e onde hoje me encontro
Sou uma espécie de emigrante cá dentro como muitos outros portugueses que abandonaram a s suas terras sem nunca terem abandonado o País como muitos outros foram obrigados á procura de vida melhor
Quis apenas partilhar convosco algumas imagens dos locais onde estive enquanto jovem

Sé Catedral de FARO no largo fronteiro ao Seminário

jardim Manuel Bivar frente á marina d e Faro vendo se ao fundo o Hotel Eva


Aspecto da Ria formosa vista de Faro

Prometo tambem publicar proximamente as fotos da Christine Nunes que vive em França e teve a mabilidade de me enviar algunmas fotos de Bogas de Baixo que achei interessantes
Não sei quem é a Christine Nunes mas fiquei com a impressão que pertence á familia da minha prima Glória dado que as fotos algumas foram tiradas da sua casa e para a sua casa
Um dia destes vamos ve las publicadas aqui na pagina
Aproveito ainda para pedir a todos os boguenses ou outras pessoas que tenham imagens de Bogas de Baixo e queiram compartilha las conosco que as enviem para o meu mail

domingo, 26 de agosto de 2007

DE VOLTA AO PAÍS DE ACOLHIMENTO


Ola
boa viagem de regresso para todos
Ora bem chegou a hora de todos os nativos de bogas de baixo voltarem aos paises onde imigraram
espero que as ferias se tenham passado bem à vossa vontade e agora é so pensar nas proximas
por favor deixem aqui uns comentarios sobre essas ferias passadas e na vossa terra e no nosso pais

domingo, 19 de agosto de 2007

NOSSA SENHORA DAS DORES


Nossa Senhora das Dores (também chamada Nossa Senhora da Piedade, Nossa Senhora da Soledade, Nossa Senhora das Angústias, Nossa Senhora das Lágrimas, Nossa Senhora das Sete Dores, Nossa Senhora do Calvário ou ainda Nossa Senhora do Pranto, é tambem a padroeira de Bogas de Baixo cuja festa se realiza todos os anos no primeiro domingo de AGOSTO


FÉRIAS

Mês de Agosto quase sempre o mês escolhido pelos portugueses para passarem as suas férias.
As fronteiras que embora abertas ainda existem enchem se de representantes de diversos organismos a apresentar aos nossos emigrantes os diversos pacotes de férias á sua disposição.
Mas quase todos veem com tantas saudades das suas terras, que não estão a pensar noutro local para passar esses dias de descanso.
A Bogas de Baixo chegam todos os anos dezenas e dezenas de boguenses que terão escolhido diversos paises da europa e não só para viver e melhorar o seu nível de vida, muitos deles descendentes de Bogas mas já nascidos noutras paragens.
No entanto todos eles veem a Bogas porque será a terra natal dos pais ou até mesmo dos avós.
Bogas tem hoje algumas infraestruturas de valor nescessarias para que todos fiquem a gostar de voltar sempre
A Festa da Nossa Senhora das Dores realizou se no inicio do mês: Eu não pude estar ir nesta data mas gostaria que algum conterraneo meu que leias este artigo e tenha algumas fotos do evento, me enviasse fotos e noticias para o mail
luantes@clix.pt
Fico á vossa espera

segunda-feira, 6 de agosto de 2007

essa festa?

OLA
mais uma vez ca estou a ver as novas da nossa terra
procurei ver se encontrava un artigo sobre a festa da nossa terra
mas pelos vistos ainda nao à aqui users de bogas de baixo
era un prazer ver aqui algumas fotos da nossa festa da nossa senhora das dores
venhao muitos aqui deixar novas desta linda terra que é bogas de baixo